Motoristas da Uber conquistam direitos no Reino Unido

Motoristas da Uber conquistam direitos no Reino Unido
Direitos de autor euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Direito a salário mínimo, subsídio de férias e reforma, após decisão do tribunal.

PUBLICIDADE

Mudança de estatuto para os motoristas da Uber no Reino Unido. Após decisão do tribunal, passam a ser considerados como assalariados e conquistam o direito ao salário mínimo, atualmente a rondar as 9 libras (£8 ,72) por hora no país, a férias pagas e a um regime de pensões.

Até agora eram considerados como trabalhadores independentes. Trata-se de uma mudança de modelo social inédita da empresa norte-americana que se curva perante a justiça e que pode ter um forte impacto noutras plafaformas digitais em atividade no mercado.

A Uber não revelou o custo destas medidas, que devem pesar nas frágeis finanças de uma empresa ainda não lucrativa e abalada pela crise sanitária.

A empresa opera em 23 países. Mais de 280 mil motoristas asseguraram as viagens na plataforma em 2020 e mais de 370 mil estafetas asseguraram os serviços da aplicação Uber Eats. Entre 2018 e 2020 a Uber encaixou mais de 12 mil milhões de euros.

Por enquanto, a mudança de estatuto acontece apenas no Reino Unido. A Uber vai agora avaliar as especificidades de cada mercado para encontrar a melhor forma de implementar os benefícios laborais em cada país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Taxa de Inflação anual na zona euro baixa para 2,4%

Black Friday: Está a ser enganado?

Chipre quer reprimir evasão às sanções de oligarcas russos