EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Europa vai ter estratégia para os 'microchips'

Europa vai ter estratégia para os 'microchips'
Direitos de autor Intel
Direitos de autor Intel
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

No discurso sobre o Estado da União, Ursula Von der leyen apresentou o projeo de diretiva que pretende tornar a UE mais autónoma no setor digital.

PUBLICIDADE

A União Europeia vai ter uma diretiva sobre os microchips - a Comissão Europeia vai propor uma lei sobre este setor, para aumentar a competitividade dos fabricantes europeus, segundo anunciou a presidente Ursula von der Leyen no discurso sobre o Estado da União.

Num tweet, o comissário europeu para o mercado interno, Thierry Breton, diz que este projeto torna a Europa mais próxima da soberania tecnológica e ´r um importante sinal geopolítico e económico:

Segundo Breton, o projeto de lei, conhecido como European Chips Act, tem três grandes linhas-mestras:

  • Uma estratégia europeia para a pesquisa sobre semicondutores
  • Um plano coletivo para melhorar a competitividade europeia
  • Um quadro para a cooperação internacional e para as parcerias.

Os 'chips' na indústria automóvel

Um dos maiores riscos para a recuperação da economia europeia dos efeitos da Covid-19 tem a ver com a penúria de semicondutores. Um fator que tem vindo a enfraquecer setores da indústria que vão dos automóveis à eletrónica de consumo.

Jim Holder, diretor das revistas 'Autocar' e 'What Car?', explica: "As construtoras automóveis estão a enfrentar crises umas atrás das outras. Sobreviveram à Covid-19 e agora enfrentam esta escassez de semicondutores que vai causar incertezas durante pelo menos seis meses. Potencialmente, um período de um ano a 18 meses, reduzindo a oferta de carros que têm para venda".

No ano passado, a Comissão revelou planos para investir um quinto do fundo de recuperação da Covid-19, de 750 mil milhões de euros, em projetos digitais.

Ursula Von der Leyen lamentou a dependência europeia do chips de fabrico asiático e a pouca presença europeia na cadeia de abastecimento deste setor, do design ao fabrico. É uma lacuna que o executivo de Bruxelas espera vir a colmatar com esta lei. No entanto, há aspetos desta estratégia que ultrapassam as fronteiras do bloco europeu, nomeadamente a mineração dos materiais necessários ao fabrico destes componentes.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Elon Musk obtém apoio dos acionistas para um pacote salarial de 52 mil milhões de euros

China já reagiu a decisão de União Europeia sobre tarifas nos carros elétricos

Eleições europeias: será que a onda de extrema-direita vai pressionar o sector das energias renováveis?