EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Poluição atmosférica: De Barcelona a Southampton, estes são os piores portos de cruzeiros da Europa

Cruise ships spew out toxic particulates, polluting the air in the cities they dock at.
Cruise ships spew out toxic particulates, polluting the air in the cities they dock at. Direitos de autor canva
Direitos de autor canva
De  Charlotte Elton
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

Quais são as cidades europeias com mais poluição causada por navios de cruzeiro e como podemos resolver o problema?

PUBLICIDADE

No ano passado, os navios de cruzeiro na Europa emitiram mais gás sulfúrico tóxico do que mil milhões de automóveis, revelou um novo relatório.

A indústria dos cruzeiros tem prometido repetidamente atenuar os seus impactos no clima. Mas a poluição causada por estes mega navios está a agravar-se, segundo um estudo da Transport and Environment.

Os 218 navios de cruzeiro da Europa emitiram 509 toneladas de óxidos de enxofre em 2022 - um aumento em relação às 465 toneladas registadas em 2019. O valor ultrapassa a quantidade produzida por mil milhões de automóveis, ou seja, 4,4 vezes mais do que todos os automóveis do continente.

Porque é que os óxidos de enxofre são perigosos?

Os óxidos de enxofre podem prejudicar os ecossistemas e a saúde humana, provocando chuvas ácidas e agravando doenças respiratórias como a asma e o enfisema.

A breve queda do número de cruzeiros durante a pandemia já "acabou", afirma Constance Dijkstra, coautora do estudo. "Os cruzeiros estão de volta e locais turísticos como Barcelona e Atenas estão novamente a sufocar com a poluição tóxica do ar causada pelos navios de cruzeiro", alerta.

Os enormes navios também expelem outras partículas tóxicas. Desde 2019, as emissões de óxidos nitrosos e de partículas PM2.5 aumentaram 18% e 25%, respetivamente, na Europa. Estes poluentes estão ligados a doenças respiratórias e ao cancro do pulmão.

Canva
Veneza proibiu os grandes navios de cruzeiro em 2021Canva

Quais são as cidades portuárias mais poluídas da Europa?

Em termos de poluição atmosférica causada por cruzeiros, Barcelona foi o porto mais poluído da Europa no ano passado.

A cidade registou 805 escalas de navios de cruzeiro, com mais de dois milhões de passageiros a desembarcarem na cidade.

Os navios causaram três vezes mais poluição atmosférica do que todos os automóveis de passageiros da cidade.

A cidade espanhola foi seguida por Civitavecchia, um porto costeiro a noroeste de Roma, o porto ateniense do Pireu, Palma de Maiorca, em Espanha, e Lisboa, em Portugal.

No entanto, não foram apenas as cidades mediterrânicas que sofreram o impacto da poluição causada pelos navios de cruzeiro. Hamburgo passou de 17.º mais poluído em 2019 para sexto em 2022. O porto britânico de Southampton subiu para o sétimo lugar.

O relatório contém alguns pequenos indicadores de esperança. Veneza foi o porto de cruzeiros mais poluído da Europa em 2019 e o "exemplo" do turismo de cruzeiros em massa. Mas a poluição caiu drasticamente desde que os grandes navios de cruzeiro foram proibidos em 2021. Os níveis de óxido de enxofre caíram 80% - e a cidade caiu para o 41º lugar no ranking de poluição.

Como podemos reduzir a poluição atmosférica nas cidades europeias?

A Transport and Environment apela aos governos para que "levem a sério" a redução da poluição atmosférica.

Aconselharam as cidades a impor restrições aos navios de maiores dimensões e a limitar o funcionamento dos motores dos navios no porto.

"Veneza demonstrou que é possível combater a poluição causada pelos navios de cruzeiro, mas as proibições não são a única solução", afirma Dijkstra.

"Os portos podem reduzir significativamente os níveis de poluição obrigando os navios a ligarem-se à eletricidade no porto, em vez de ligarem os motores, e apoiando a adoção de combustíveis com emissões zero."

O relatório apela às empresas para que interrompam o investimento em navios movidos a GNL (gás natural liquefeito), dando prioridade às tecnologias de emissões zero, como as pilhas de combustível de hidrogénio, as baterias e a energia eólica.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ativistas mascarados de animais recebem em protesto cruzeiro com turistas

Dia Internacional do Excesso de Plástico: Quais os países que melhor reciclam este material poluente?

Inundações ameaçam um em cada oito europeus e 11% dos hospitais