EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

EUA ponderam participação no Conselho de Direitos Humanos da ONU

EUA ponderam participação no Conselho de Direitos Humanos da ONU
Direitos de autor 
De  Miguel Roque Dias com REUTERS; LUSA
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

A embaixadora norte-americana na ONU exortou o Conselho a rever a sua posição sobre Israel.

PUBLICIDADE

A administração de Donald Trump informou, formalmente, que está a avaliar a participação dos Estados Unidos da América no Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas.

A embaixadora norte-americana na ONU, Nikki Haley, pediu a saída voluntária da Venezuela daquele órgão e exortou o Conselho a rever a sua posição sobre Israel.

We addressed the UN</a> Human Rights Council in Geneva this morning. Watch here: <a href="https://t.co/HD5Y1bwFgG">https://t.co/HD5Y1bwFgG</a></p>— Nikki Haley (nikkihaley) June 6, 2017

“Ser membro deste conselho é um privilégio e nenhum país que viole os Direitos Humanos deve ter assento nesta mesa. É difícil aceitar que este conselho nunca tenha considerado uma resolução relativa à Venezuela e, no entanto, adotou cinco resoluções tendenciosas, em março, contra um único país – Israel. É essencial que este conselho aborde a sua tendência crónica contra Israel, se quer ter alguma credibilidade”, avisa Haley. Os Estados Unidos são o principal aliado de Israel. O Conselho de Direitos Humanos da ONU tem tomado posições fortes contra a persistência de Telavive em continuar com a construção de colonatos em território palestiniano.

A embaixadora apelou ainda ao Conselho para adotar “resoluções, as mais fortes possíveis, sobre as situações críticas de Direitos Humanos na Síria, na República Democrática do Congo, na Eritreia, na Bielorrússia e na Ucrânia”, bem como para acompanhar e prevenir “novas violações e abusos dos direitos humanos” nesses países.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder da República Sérvia volta a ameaçar saída da Bósnia-Herzegovina

ONU avisa que sistema de saúde de Gaza "está de rastos" e suspende entregas de ajuda em Rafah

Afegãos procuram sobreviventes após as inundações que causaram centenas de mortos