EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Escândalos sexuais derrubam vários políticos americanos

Escândalos sexuais derrubam vários políticos americanos
Direitos de autor 
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Trump deslocou-se à Flórida para apoiar a campanha de Roy Moore, o candidato ao Senado que 9 mulheres acusam de assédio sexual.

PUBLICIDADE

O efeito dominó que os escândalos sexuais provocaram nos Estados Unidos ainda não parou de derrubar peças. E o presidente americano remete-se ao silêncio.

Donald Trump deslocou-se à Flórida para apoiar a campanha de Roy Moore, o candidato republicano ao cargo de senador pelo Alabama, que 9 mulheres acusam de assédio sexual.

O senador democrata Dick Durbin afirma simplesmente o seguinte: "Espero que o povo do Alabama tome a decisão certa no dia 12 de dezembro".

Mas a ala democrata está longe de escapar às polémicas. Veja-se o caso do senador do Minnesota, Al Franken, que acabou de demitir-se, embora negue as acusações.

"Saio numa altura em que temos na Casa Branca um homem que foi gravado a vangloriar-se das suas agressões sexuais e um predador de jovens raparigas a concorrer para o senado com o total apoio do Partido Republicano", declarou Franken.

Muitos membros da própria bancada democrata incitaram Franken a afastar-se, depois de uma sétima mulher fazer a denúncia.

Também o congressista republicano Trent Franks anunciou que vai abandonar funções, depois de ter sido iniciada uma investigação por alegadamente aliciar duas mulheres da sua equipa a serem barrigas de aluguer para a sua família.

Num comunicado, Franks explica que se demite para evitar "um julgamento sensacionalista promovido pelos media".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Biden apela à libertação de jornalistas no jantar dos correspondentes de imprensa

Mike Pence: "A maioria dos norte-americanos acredita no nosso papel de líderes do mundo livre"

Homem imolou-se no exterior do tribunal onde Donald Trump está a ser julgado