Última hora
This content is not available in your region

Sonda japonesa chegou ao "diamante" cósmico

Access to the comments Comentários
De  Euronews com Reuters / EFE / Lusa
euronews_icons_loading
Sonda japonesa chegou ao "diamante" cósmico
Tamanho do texto Aa Aa

Faz lembrar um diamante. Um diamante cósmico que pode ser precioso na investigação espacial. O asteroide Ryugu, localizado a cerca de 280 milhões de quilómetros da terra, está agora ao alcance da sonda da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (Jaxa).

A nave Hayabusa2 completou mais de três anos de viagem e às 09:35 locais (01:35 em Lisboa) conseguiu estabilizar-se a cerca de 20 quilómetros do asteroide.

À semelhança da primeira missão Hayabusa, realizada no asteroide Itokawa, o objetivo é analisar a poeira do corpo celeste rochoso - que apresenta carbono e água - e tentar compreender que materiais orgânicos estavam presentes na origem do sistema solar.

De acordo com a agência nipónica, esta análise servirá "para melhor compreender a formação do sistema solar e o surgimento da vida na Terra".

O regresso desta nave espacial à Terra está previsto para 2020.

Hayabusa2 deixará no Ryugu um robô denominado Minerva2 e um analisador autónomo denominado Mascot, concebido pelo centro francês de estudos espaciais (CNES) e o seu homólogo alemão (DLR).