Sonda japonesa chegou ao "diamante" cósmico

Sonda japonesa chegou ao "diamante" cósmico
De  Euronews com Reuters / EFE / Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Após mais de três anos em viagem, a nave Hayabusa2 estabilizou-se a 20 quilómetros do asteroide Ryugu. Missão nipónica vai recolher amostras que podem ajudar a compreender o nascimento do sistema solar e a origem da vida.

PUBLICIDADE

Faz lembrar um diamante. Um diamante cósmico que pode ser precioso na investigação espacial. O asteroide Ryugu, localizado a cerca de 280 milhões de quilómetros da terra, está agora ao alcance da sonda da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (Jaxa).

A nave Hayabusa2 completou mais de três anos de viagem e às 09:35 locais (01:35 em Lisboa) conseguiu estabilizar-se a cerca de 20 quilómetros do asteroide.

À semelhança da primeira missão Hayabusa, realizada no asteroide Itokawa, o objetivo é analisar a poeira do corpo celeste rochoso - que apresenta carbono e água - e tentar compreender que materiais orgânicos estavam presentes na origem do sistema solar.

De acordo com a agência nipónica, esta análise servirá "para melhor compreender a formação do sistema solar e o surgimento da vida na Terra".

O regresso desta nave espacial à Terra está previsto para 2020.

Hayabusa2 deixará no Ryugu um robô denominado Minerva2 e um analisador autónomo denominado Mascot, concebido pelo centro francês de estudos espaciais (CNES) e o seu homólogo alemão (DLR).

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Astronautas da sexta missão da SpaceX da NASA regressaram à Terra

Missão indiana confirma presença de enxofre no polo sul da Lua

Equipa da missão "Crew-7" chega com sucesso à órbita da Terra