Última hora

Última hora

Descobertos destroços de mais de 58 naufrágios no mar Egeu

Em leitura:

Descobertos destroços de mais de 58 naufrágios no mar Egeu

Descobertos destroços de mais de 58 naufrágios no mar Egeu
Tamanho do texto Aa Aa

Arqueólogos descobriram destroços de dezenas de naufrágios, num cemitério submarino, na Grécia. Esta pode ser a maior concentração de destroços de navios naufragados no mar Egeu e possivelmente no Mediterrâneo, descoberta até agora.

Os destroços foram encontrados no arquipélago de Fournoi. Abrangem um período que vai da Grécia antiga até ao século XX.

"É difícil descrever a emoção. Foi simplesmente incrível. Sabíamos que tínhamos tropeçado em algo que mudaria os livros de história", afirma Peter Campbell, arqueólogo e codiretor do projeto em Fournoi.

Em 2015, a equipa internacional tinha encontrado destroços de 22 naufrágios. Com a última descoberta, o número sobe para os 58. E acreditam que há mais.

"90% dos navios naufragados que encontrámos no arquipélago de Fournoi carregavam ânforas. A ânfora era usada nos navios para transportar líquidos e semilíquidos na antiguidade. Portanto, deviam transportar azeite, vinho, molhos de peixe e talvez mel", explica George Koutsouflakis, arqueólogo e codiretor do projeto.

Os arqueólogos recolheram mais de 300 antiguidades dos destroços, entre elas ânforas originárias do Mar Negro e do Norte de África provenientes de naufrágios do final do Império Romano, uma raridade no Mar Egeu.