This content is not available in your region

Descobertos destroços de mais de 58 naufrágios no mar Egeu

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Descobertos destroços de mais de 58 naufrágios no mar Egeu

Arqueólogos descobriram destroços de dezenas de naufrágios, num cemitério submarino, na Grécia. Esta pode ser a maior concentração de destroços de navios naufragados no mar Egeu e possivelmente no Mediterrâneo, descoberta até agora.

Os destroços foram encontrados no arquipélago de Fournoi. Abrangem um período que vai da Grécia antiga até ao século XX.

"É difícil descrever a emoção. Foi simplesmente incrível. Sabíamos que tínhamos tropeçado em algo que mudaria os livros de história", afirma Peter Campbell, arqueólogo e codiretor do projeto em Fournoi.

Em 2015, a equipa internacional tinha encontrado destroços de 22 naufrágios. Com a última descoberta, o número sobe para os 58. E acreditam que há mais.

"90% dos navios naufragados que encontrámos no arquipélago de Fournoi carregavam ânforas. A ânfora era usada nos navios para transportar líquidos e semilíquidos na antiguidade. Portanto, deviam transportar azeite, vinho, molhos de peixe e talvez mel", explica George Koutsouflakis, arqueólogo e codiretor do projeto.

Os arqueólogos recolheram mais de 300 antiguidades dos destroços, entre elas ânforas originárias do Mar Negro e do Norte de África provenientes de naufrágios do final do Império Romano, uma raridade no Mar Egeu.