EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Houthis atacam navio no Mar Vermelho com drone

Rebeldes Houthi do Iémen começaram série de ataques em novembro, em resposta à guerra de Israel em Gaza
Rebeldes Houthi do Iémen começaram série de ataques em novembro, em resposta à guerra de Israel em Gaza Direitos de autor AP
Direitos de autor AP
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

O ataque ocorreu às primeiras horas deste domingo e visou um navio de pavilhão liberiano que tinha como destino a China. Não há vítimas a registar.

PUBLICIDADE

Um drone provavelmente lançado pelos rebeldes Houthi do Iémen atingiu e danificou um navio no Mar Vermelho no domingo, segundo as autoridades. Este é o mais recente ataque do grupo a visar o corredor marítimo vital. O grupo já reivindicou vários ataques na zona no sábado.

Ocorre numa altura em que os Estados Unidos enviaram o navio USS Dwight D. Eisenhower para casa, depois de uma missão de oito meses em que liderou a resposta dos EUA aos ataques Houthi.

Estes ataques reduziram drasticamente o tráfego marítimo nesta rota crucial para os mercados da Ásia, do Médio Oriente e da Europa, numa campanha que os Houthis dizem que continuará enquanto durar a guerra entre Israel e o Hamas na Faixa de Gaza.

Como foi o ataque e quais os danos causados pelo drone

O ataque com drone ocorreu por volta do amanhecer ao largo da costa da cidade portuária de Hodeida, controlada pelos rebeldes, disse o Centro de Operações de Comércio Marítimo do Reino Unido.

Este centro informou que o navio ficou danificado, mas que os marinheiros a bordo "foram declarados seguros". O centro não deu mais pormenores sobre a extensão dos danos, mas disse que estava a decorrer uma investigação.

A empresa de segurança privada Ambrey identificou o navio envolvido como um porta-contentores de bandeira liberiana com destino a Qingdao, na China.

Os Houthis não reivindicaram imediatamente a responsabilidade pelo ataque. No entanto, pode levar horas ou mesmo dias até que os rebeldes reconheçam os seus ataques.

Houthis conseguiram afundar dois navios e matar quatro marinheiros

Os Houthis lançaram mais de 60 ataques direcionados a navios específicos, disparando mísseis e drones, na campanha que matou um total de quatro marinheiros. Desde novembro, apoderaram-se de um navio e afundaram dois.

Uma campanha de ataques aéreos liderada pelos EUA tem visado os Houthis desde janeiro, com uma série de ataques em 30 de maio que mataram pelo menos 16 pessoas e feriram outras 42, de acordo com os rebeldes.

Os Houthis têm afirmado que os seus ataques visam navios ligados a Israel, aos EUA ou à Grã-Bretanha. No entanto, muitos dos navios atacados têm pouca ou nenhuma ligação com a guerra Israel-Hamas, incluindo os que visam o principal aliado dos Houthis, o Irão.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Houthis reivindicam ataques a contratorpedeiro dos EUA e a dois navios petroleiros

Houthis reivindicam ataques a 3 navios nas últimas 24 horas

Rebeldes Houthi detêm pelo menos 9 membros da ONU, dizem as autoridades