Retirada de civis do último reduto do Estado Islâmico

Retirada de civis do último reduto do Estado Islâmico
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, desde o início de dezembro perto de 40.000 pessoas fugiram do último reduto do grupo extremista.

PUBLICIDADE

Apoiados por forças militares, centenas de pessoas abandonaram nas últimas horas da região de Baghouz na Síria, o último dos redutos do auto-proclamado Estado Islâmico.

Aliás, esta retirada obrigou à suspensão da ofensiva as Forças Democráticas Sírias contra o Daesh pois o risco para os civis era eminente. Adnane Afrine, porta-voz das Forças Democráticas Sírias explica que "se registam confrontos esporádicos em várias zonas. Mas muitos civis estão a abandonar a área através do corredor aberto pelas Forças Democráticas Sírias desde o início da semana".

De acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, desde o início de dezembro perto de 40.000 pessoas fugiram do último reduto do grupo extremista.

Na terça-feira, a ONU mostrou-se preocupada em relação às cerca de "200 famílias, entre as quais várias mulheres e crianças, que aparentemente estão presas na pequena área ainda sob controlo do EI".

Depois de ter conseguido controlar partes consideráveis do território da Síria e do Iraque, o auto-proclamado Estado Islâmico está agora confinado a uma pequena área de meio quilómetro quadrado em Baghouz.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

As crianças do Daesh - parte I

Bombardeamentos turcos contra milícias curdos faz pelo menos 20 mortos

Região rebelde de Idlib bombardeada após ataque em Homs