Última hora

Última hora

Nemmouche considerado culpado do ataque no Museu Judaico de Bruxelas

Nemmouche considerado culpado do ataque no Museu Judaico de Bruxelas
Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Penal de Bruxelas declarou esta quinta-feira culpados os dois principais suspeitos da autoria do atentado contra o Museu Judaico da capital belga. No ataque, que aconteceu em 2014, morreram 4 pessoas.

Nemmouche saiu da Bélgica num autocarro e foi detido uma semana depois do atentado por uma patrulha de rotina em Marselha, no sul da França. Transportava várias armas idênticas às utilizadas no ataque, munições e uma bandeira do Estado Islâmico.

Os membros do júri consideraram Mehdi Nemmouche culpado de quatro "assassinatos terroristas" e Nacer Bendrer co-autor do ataque. A sentença ainda não foi anunciada

Guillaume Lys, o advogado das vítimas sublinha a importância da decisão para as vítimas de outros ataques.

“Espero que este veredicto dê às vítimas o sentimento de justiça - não só às vítimas deste ataque mas também às de ataques posteriores - o de Paris em 2015 e o de Bruxelas em 2016. Não esquecemos esses ataques e acredito que este veredicto pode ser visto como um sinal de esperança, porque eles também merecem este momento de verdade judicial".