A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Nemmouche considerado culpado do ataque no Museu Judaico de Bruxelas

Nemmouche considerado culpado do ataque no Museu Judaico de Bruxelas
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Penal de Bruxelas declarou esta quinta-feira culpados os dois principais suspeitos da autoria do atentado contra o Museu Judaico da capital belga. No ataque, que aconteceu em 2014, morreram 4 pessoas.

Nemmouche saiu da Bélgica num autocarro e foi detido uma semana depois do atentado por uma patrulha de rotina em Marselha, no sul da França. Transportava várias armas idênticas às utilizadas no ataque, munições e uma bandeira do Estado Islâmico.

Os membros do júri consideraram Mehdi Nemmouche culpado de quatro "assassinatos terroristas" e Nacer Bendrer co-autor do ataque. A sentença ainda não foi anunciada

Guillaume Lys, o advogado das vítimas sublinha a importância da decisão para as vítimas de outros ataques.

“Espero que este veredicto dê às vítimas o sentimento de justiça - não só às vítimas deste ataque mas também às de ataques posteriores - o de Paris em 2015 e o de Bruxelas em 2016. Não esquecemos esses ataques e acredito que este veredicto pode ser visto como um sinal de esperança, porque eles também merecem este momento de verdade judicial".