Última hora

Última hora

Grande Prémio de Judo de Marraquexe: bronze para a portuguesa Patrícia Sampaio

Grande Prémio de Judo de Marraquexe: bronze para a portuguesa Patrícia Sampaio
Tamanho do texto Aa Aa

O Grande Prémio de Marraquexe terminou este domingo em clima de festa. O torneio contou com a participação de 440 atletas de 67 países e nos três dias da competição as catorze medalhas de ouro do quadro foram compartilhadas por onze países: Alemanha (2), França (2), Bulgária, Eslovénia, Espanha, Irlanda, Rússia, Sérbia, Taipé Chinesa, Turquia e Uzbequistão.

O torneio fica também marcado pelo importante acordo assinado pela Federação Internacional de Judo e os anfitriões marroquinos com vista à abertura dum centro de formação em Marraquexe e à introdução do Judo em 40 escolas por todo o país.

Na última jornada estiveram em competição as categorias mais pesadas. A Alemanha arrebatou duas medalhas de ouro, enquanto a Irlanda, Sérbia e Turquia, uma.

A Comitiva Portuguesa

Em prova hoje estiveram Patrícia Sampaio e Yahima Ramirez, ambas na categoria de -78 kg.

Patrícia Sampaio, que em setembro se sagrou campeã europeia de juniores, conquistou a medalha de bronze, sendo a melhor atleta nacional entre os 12 judocas portugueses que estiveram em Marrocos.

Atual 27.ª do ranking mundial, a judoca ficou isenta da primeira ronda, derrotando de seguida por ippon a camaronesa Audrey Njepang Njiang (66.ª do mundo) em 2.40 minutos. No combate dos quartos, a atleta portuguesa ganhou à holandesa Karen Stevenson, 15.ª do ranking, também por ippon.

Patrícia Sampaio sofreu então a única derrota em Marraquexe, diante da alemã Anna Maria Wagner (13.ª do ranking), em menos de minuto, assegurando a medalha de bronze contra Bernadette Graf, 18.ª melhor do mundo, por ippon em 3.12 minutos.

O momento doce da vitória de Patrícia Sampaio

Yahima Ramírez, medalha de bronze nos Europeus de judo de 2008, terminou no sétimo lugar.

Nas duas primeiras rondas, a luso-cubana venceu a italiana Melora Rosetta e a belga Sophie Berger, ambas por ippon, mas acabou por perder com Anna Maria Wagner nos quartos, por ippon.

Nas repescagens, Yahima caiu perante a holandesa Karen Stevenson, por ippon.

No primeiro dia do Grande Prémio, Catarina Costa terminou na sétima posição e Maria Siderot na nona, ambas em -48 kg.

O Homem do dia

O irlandês Benjamin Fletcher foi o nosso homem do dia, abrindo caminho a passos largos até à final com uma fantástica exibição de judo. Na final, o judoca defrentou de forma brilhante e venceu no ponto de ouro o belga Toma Nikiforov, garantindo o primeiro lugar no pódio.

Esta foi a segunda medalha do ano para o irlandês no campeonato do mundo, que continua assim a subir no ranking em -100kg.

"Preparar-me para competir em condições diversas é algo de que me orgulho . Por exemplo, no ano passado estive em Colorado Springs para treinar em altitude e algumas pessoas questionaram se precisava realmente de o fazer. Momentos como o de hoje são gratificantes. Oito meses depois sinto que fiz bem e que valeu a pena," comentou sobre a sua vitória.

A Mulher do Dia

Foi com um incrível uchi mata que a alemã Anna Maria Wagner alcançou a final de -78kg, onde se revelou a nossa mulher do dia ao derrotar a judoca Loriana Kuka, do Kosovo, com outro fantástico uchi mata. Esta foi a primeira medalha de ouro num campeonato do mundo para a jovem alemã.

O fantástico uchi mata de Anna Maria Wagner na final frente a Loriana Kuka.

As restantes categorias

O ex-campeão do mundo Nemanja Majdov conquistou a medalha de ouro na categoria de -90kg. Depois de regressar recentemente ao campeonato, o sérvio mostrou-se decidido a recuperar o seu título ainda este ano, vencendo o alemão Eduard Trippel com um uchi mata.

A turca Kayra Sayit sagrou-se campeã na categoria de +78 kg, numa dura final frente à holandesa Tessie Savelkouls, conquistando a que foi a única medalha de ouro para a Turquia em Marraquexe.

Na categoria masculina mais pesada, o alemão Sven Heinle reinou supremo com os seus rápidos golpes de pernas seguidos de persistência no tatami, conquistando o ouro em +100kg frente a Yerassyl Kazhybayev, do Cazaquistão. A segunda medalha de ouro do dia para a impressionante equipa alemã.

Os dois Movimentos do Dia

Os combates em -90kg estiveram na origem dos nossos dois movimentos do dia. O primeiro coube ao ucrâniano Quedjau Nhabali, que venceu uma das duas medalhas de bronze da categoria frente ao polaco Tomasz Szczepaniak.

E o segundo foi histórico. Numa disputa frenética e empolgante também pelo bronze, Robert Florentino, da República Dominicana, contra-atacou de forma espetacular o francês Aurelien Diesse para ippon e ficou radiante por ter conquistado a primeira medalha de sempre do seu país num campeonato do mundo.

Prova incontestável da universalidade do judo, cuja família de nações galardoadas voltou a crescer. Um belíssimo fecho para o Gande Prémio de Marraquexe.

O próximo torneio da Federação Internacional de Judo terá lugar de 15 a 17 de Março em Ecaterimburgo, na Rússia.