Última hora

Hong Kong em massa contra o governo

Hong Kong em massa contra o governo
Direitos de autor
REUTERS/Tyrone Siu
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

As imagens aéreas não deixam margem para dúvidas em relação à magnitude dos protestos em Hong Kong.

Polícia e manifestantes têm-se envolvido em episódios esporádicos de violência mas a atmosfera pacífica foi uma das ambições da manifestação deste domingo.

Unidas debaixo de guarda-chuvas, dezenas de milhares de pessoas de várias idades desafiaram as chuvas torrenciais. Enfrentaram, sem medo, a polícia e as ameaças do Governo chinês.

A organização fala em 1,7 milhões de pessoas. A polícia é mais conservadora e estima cerca de 130 mil. O nível de adesão nesta décima primeira semana de protestos mostra que o movimento continua forte.

As marchas começaram em junho e até agora não pararam. Os manifestantes exigem, entre outras coisas, a retirada definitiva da lei da extradição, a libertação dos manifestantes detidos a par da demissão da chefe de Governo.

Na fronteira, as forças chinesas continuam prontas para entrar em ação.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.