Última hora
This content is not available in your region

Democrata muda de partido e apoia Trump

euronews_icons_loading
Democrata muda de partido e apoia Trump
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Os jornais contam todos a mesma história do dia que foi histórico para Donald Trump. No currículo um novo marco. O presidente dos Estados Unidos viu a destituição do cargo aprovada pela Câmara dos Representantes.

Mas o presidente quis mostrar que ainda tem cartas e notícias para dar. Em frente a jornalistas, reuniu-se com Jeff Van Drew, o congressista de Nova Jérsia, que em 24 horas passou do voto contra Trump, ao lado dos Democratas, para uma entrada no Partido Republicano. No total, foram três os Democratas que, até ao momento, contrariaram a vontade do partido e manifestaram apoio ao presidente.

"Não sinto que esteja a ser destituído, porque é uma farsa, É uma armadilha. Uma coisa horrível que eles fizeram. Eles têm uma pequena maioria e pegaram nessa pequena maioria e forçaram as pessoas. E depois vem a Nancy Pelosi dizer "Nós não queremos falar com ninguém". Mas eles falam com toda a gente. Eles tentaram que todos os Democratas fizessem o que eles queriam. Muitos desses Democratas eram pessoas como o Jeff, que não queriam votar daquela forma. Mas não sinto que seja uma destituição", revelou Trump.

Donald Trump é o terceiro presidente da história dos Estados Unidos a ser alvo de uma destituição. Mas à terceira pode não ser de vez. Por um lado, tudo indica que o presidente terá o Senado consigo durante o julgamento. Por outro, ao contrário do que aconteceu com os primeiros dois presidentes, Trump tem ainda a oportunidade da legitimação popular, podendo ser reeleito em 2020.