Última hora
This content is not available in your region

Pyongyang apresenta novo míssil balístico

euronews_icons_loading
Pyongyang apresenta novo míssil balístico
Direitos de autor  Cha Song Ho/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A Coreia do Norte apresentou, durante um grande desfile militar e comício, liderado por Kim Jong-un, um novo míssil balístico intercontinental que terá maior alcance do que o Hwasong-15 apresentado em 2017.

O evento decorreu na madrugada de sábado, em Pyongyang, para marcar o 75º aniversário do partido dos Trabalhadores que governa o país.

O líder norte-coreano apareceu há meia-noite e foi o facto de o desfile se realizar àquela hora que fez soar os alarmes. A noite poderia, de alguma forma, esconder as novas máquinas de guerra.

O aniversário da formação no poder é celebrado durante um ano difícil para a Coreia do Norte. A pandemia de Covid-19 e as recentes tempestades que se abateram sobre o país aumentam a pressão sobre um Estado já fragilizado por sanções internacionais. Mas acredita-se que apesar dos constrangimentos o país tenha continuado a desenvolver o seu arsenal para se proteger de uma invasão dos EUA.

Há oito meses que Pyongyang fechou as suas fronteiras, alegadamente, para tentar proteger-se do novo coronavírus enquanto a tensão entre as duas Coreias tem vindo a aumentar. No mês passado, tropas norte-coreanas mataram um alto funcionário do setor das Pescas sul-coreano que teria desertado por problemas pessoais.

A fúria de Seul foi seguida de um surpreendente pedido de desculpas do líder norte-coreano Kim Jong-un.