Última hora
This content is not available in your region

Grande Slam de Judo de Budapeste: domínio da Rússia e bronze para Rodrigo Lopes

euronews_icons_loading
Grande Slam de Judo de Budapeste: domínio da Rússia e bronze para Rodrigo Lopes
Direitos de autor  Tamas Kovacs/MTVA - Media Service Support and Asset Management Fund
Tamanho do texto Aa Aa

Primeira jornada do Grand Slam de judo de Budapeste, um dia glorioso ao fim de oito meses de ausência. O regresso do judo, o momento por que todos esperavam.

Amandine Buchard regressou forte e determinada a reafirmar o seu domínio, vencendo na categoria de -52kg.

O director executivo da Huawei Technologies Hungria, Colin Cai, presenteou a francesa com a medalha de ouro.

A Rússia dominou ambas as divisões masculinas em prova, com destaque para o nosso homem do dia, Yago Abuladze em -60kg. Numa final disputada contra o seu compatriota, Robert Mshvidobadze, conseguiu marcar um Waza-ari decisivo e arrebatar a sua primeira medalha de ouro no Grand Slam. Um regresso em grande ao circuito mudial de judo.

O Vice-Presidente da Federação Internacional de Judo, Sergey Soloveychik, condecorou o judoca.

Espero que continuemos assim, a vencer somente medalhas de ouro. Os treinadores têm sido extraordiários, assim que terminou o confinamento, começámos treinos intensivos.
Yago Abuladze

Distria Krasniqi do Kosovo está a tornar-se uma das favoritas dos fãs, com um judo vistoso do princípio ao fim. Na final dos -48kg, denfrentou a atual campeã olímpica Paula Pareto, da Argentina, onde esteve invencível e se revelou a nossa mulher do dia.

O presidente da Federação de Judo do Kosovo, Agron Kuka, codecorou a judoca.

É muito bom vencer, depois de um periodo que foi difícil não só para mim, mas para todos os atletas. É óptimo fazê-lo logo na primeira competição , sinto que é uma das medalhas mais importantes da minha carreira.
Distria Krasniqi

Abdula Abdulzhalilov conquistou o título em -66kg ao derrotar o compatriota Yakub Shamilov.

Já a canadiana Jessica Klimkait usou a suas técnicas de arremesso e arrebatou o ouro em -57 kg.

Apesar da ausência do público, o circuito mundial regressou em perfeição, pondo em prática uma série de medidas de prevenção sanitária e de segurança para todos os atletas.

O principal assunto do dia foi a judoca Daria Bilodid. A rainha indiscutível da categoria de -48 kg competiu em -52 kg e esteve em boa forma ao longo do dia, conquistando uma sólida medalha de bronze. Mais um momento de glória para a jovem ucraniana.

A comitiva portuguesa

Rodrigo Costa Lopes conquistou esta sexta-feira a medalha de bronze na categoria de -60 kg. O português 42.º do ranking mundial, lutou pelo bronze com o húngaro David Naji, sem ranking, impondo-se por ippon.

Telma Monteiro falhou por pouco o mesmo êxito em -57 kg. A 12.ª do ranking defrontou a israelita Timna Nelson Levy, 13.ª, num embate em que a israelita prevaleceu já no ponto de ouro.

No sábado, estarão em prova Bárbara Timo (-70 kg), Anri Egutidze (-81 kg) e João Martinho (-81 kg).