This content is not available in your region

Grande Slam de Judo de Budapeste: domínio da Rússia e bronze para Rodrigo Lopes

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Grande Slam de Judo de Budapeste: domínio da Rússia e bronze para Rodrigo Lopes
Direitos de autor  Tamas Kovacs/MTVA - Media Service Support and Asset Management Fund

Primeira jornada do Grand Slam de judo de Budapeste, um dia glorioso ao fim de oito meses de ausência. O regresso do judo, o momento por que todos esperavam.

Amandine Buchard regressou forte e determinada a reafirmar o seu domínio, vencendo na categoria de -52kg.

O director executivo da Huawei Technologies Hungria, Colin Cai, presenteou a francesa com a medalha de ouro.

A Rússia dominou ambas as divisões masculinas em prova, com destaque para o nosso homem do dia, Yago Abuladze em -60kg. Numa final disputada contra o seu compatriota, Robert Mshvidobadze, conseguiu marcar um Waza-ari decisivo e arrebatar a sua primeira medalha de ouro no Grand Slam. Um regresso em grande ao circuito mudial de judo.

O Vice-Presidente da Federação Internacional de Judo, Sergey Soloveychik, condecorou o judoca.

Espero que continuemos assim, a vencer somente medalhas de ouro. Os treinadores têm sido extraordiários, assim que terminou o confinamento, começámos treinos intensivos.
Yago Abuladze

Distria Krasniqi do Kosovo está a tornar-se uma das favoritas dos fãs, com um judo vistoso do princípio ao fim. Na final dos -48kg, denfrentou a atual campeã olímpica Paula Pareto, da Argentina, onde esteve invencível e se revelou a nossa mulher do dia.

O presidente da Federação de Judo do Kosovo, Agron Kuka, codecorou a judoca.

É muito bom vencer, depois de um periodo que foi difícil não só para mim, mas para todos os atletas. É óptimo fazê-lo logo na primeira competição , sinto que é uma das medalhas mais importantes da minha carreira.
Distria Krasniqi

Abdula Abdulzhalilov conquistou o título em -66kg ao derrotar o compatriota Yakub Shamilov.

Já a canadiana Jessica Klimkait usou a suas técnicas de arremesso e arrebatou o ouro em -57 kg.

Apesar da ausência do público, o circuito mundial regressou em perfeição, pondo em prática uma série de medidas de prevenção sanitária e de segurança para todos os atletas.

O principal assunto do dia foi a judoca Daria Bilodid. A rainha indiscutível da categoria de -48 kg competiu em -52 kg e esteve em boa forma ao longo do dia, conquistando uma sólida medalha de bronze. Mais um momento de glória para a jovem ucraniana.

A comitiva portuguesa

Rodrigo Costa Lopes conquistou esta sexta-feira a medalha de bronze na categoria de -60 kg. O português 42.º do ranking mundial, lutou pelo bronze com o húngaro David Naji, sem ranking, impondo-se por ippon.

Telma Monteiro falhou por pouco o mesmo êxito em -57 kg. A 12.ª do ranking defrontou a israelita Timna Nelson Levy, 13.ª, num embate em que a israelita prevaleceu já no ponto de ouro.

No sábado, estarão em prova Bárbara Timo (-70 kg), Anri Egutidze (-81 kg) e João Martinho (-81 kg).