This content is not available in your region

Mulher de Alexei Navalny detida em Moscovo

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Polícia fez mais de mil detenções
Polícia fez mais de mil detenções   -   Direitos de autor  Alexander Zemlianichenko/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

A polícia russa já deteve mais de mil pessoas, só em Moscovo, nas manifestações em apoio ao opositor Alexei Navalny, preso no início desta semana à chegada à capital russa, vindo de Berlim, depois de um envenenamento que quase o matou. Os protestos multiplicam-se por todo o país e juntam milhares de pessoas nas principais cidades da Rússia. Entre os detidos está, segundo a própria, Yulia Navalnaya, esposa do dissidente, que deu a notícia através do Instagram.

"Peço desculpa pela má qualidade da imagem, a luz no carro celular não é boa", ironiza Navalnaya no Instagram.

As autoridades russas alegam que Navalny quebrou os termos de uma pena suspensa ao permanecer na Alemanha durante cinco meses e foi posto em prisão preventiva por esse motivo.

Além de Moscovo, os protestos aconteceram em cidades como Tomsk. Navalny é, neste momento, a figura mais visível da oposição a Vladimir Putin na Rússia.