Última hora
This content is not available in your region

Democratas aprovam pacote de estímulo à economia dos EUA

euronews_icons_loading
Democratas aprovam pacote de estímulo à economia dos EUA
Direitos de autor  10 mars 2021. Alex Brandon/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Uma decisão considerada histórica para os democratas com a oposição em bloco dos republicanos. O terceiro plano de resgate fiscal para conter os danos económicos provocados pelo coronavirus foi aprovado pelo congresso norte-americano com a luz verde da Câmara dos Representantes, depois de o Senado o ter feito há dois dias . Um pacote de auxílio no valor de 1,9 biliões de dólares, é a terceira intervenção do género desde o início da Covid-19.

Os democratas falam em ajuda decisiva e transformadora, republicanos garantem ser um desperdício.

O senador republicano Mitch McConnell, líder da minoria no Senado, explica que "a economia está de regresso e as pessoas estão a ser vacinadas, estamos de saída disto. Estamos prestes a ter um 'boom' e não vai ter nada a ver com a estes 1,9 biliões".

Este é considerado o primeiro sucesso legislativo de Joe Biden, que terá ainda de promulgar o documento na sexta-feira. "Tudo no Plano de Resgate Americano incide sobre as reais necessidades, incluindo investimentos para financiar os nossos esforços de vacinação - mais vacinas, mais pessoal e mais centros de vacinação. Mais milhões de americanos vão ser testados, incluindo nos seus lares, as escolas vão receber fundos e recursos para reabrirem de forma segura. Este é um imperativo nacional", declarou o presidente dos Estados Unidos.

Entre outros auxílios e financiamentos, o projeto-lei prevê ajuda financeira direta de 1400 dólares aos contribuintes com rendimentos até 75 mil dólares anuais, um montante superior aos cheques de 600 e 1200 dólares atribuídos nos anteriores pacotes de estímulo da era Trump.

A medida estende, até setembro, as ajudas ao desemprego em vigor, de 300 dólares semanais, pois os atuais fundos expiram no dia 14.

Para lá da ajuda aos contribuintes, o pacote prevê 350 mil milhões para governos locais e estaduais, 170 mil milhões para a reabertura das escolas e 60 mil milhões de dólares para fortalecer o plano de vacinação e despistagem do coronavirus.