Última hora
euronews_icons_loading
Manifestantes em Myanmar pintam ruas de vermelho pelo sangue derramado

Manifestantes contra o golpe militar em Myanmar salpicaram as ruas de Rangum de tinta vermelha, este domingo, num protesto carregado de simbolismo pelo sangue derramado no país, devido à repressão das forças de segurança.

A encabeçar a marcha de contestação, uma faixa vermelha tinha escrito "Eles não devem ter qualquer hipótese de governar".

O protesto ocorreu depois de na sexta-feira, pelo menos 82 pessoas terem sido mortas na cidade de Bago, conforme relatam meios de comunicação locais independentes e a Associação de Assistência aos Prisioneiros Políticos (AAPP), que mantém um registo da morte de opositores ao regime, desde o golpe de fevereiro.

A mesma organização alega que pelo menos 701 pessoas já foram mortas pelo exército, desde a tomada de posse do poder do país.