This content is not available in your region

AfD promete retirar Alemanha da União Europeia

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
AfD promete retirar Alemanha da União Europeia
Direitos de autor  Jens Meyer/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved

Apesar das recomendações das autoridades alemãs para evitar ajuntamentos, perto de 600 delegados do AfD estiveram reunidos durante o fim de semana na cidade de Dresden. O congresso da maior força política de oposição no Bundestag não conseguiu atenuar as divisões internas e chegou ao fim sem uma decisão para a liderança do partido nas eleições de setembro. Saiu, no entanto, uma promessa. Se o "Alternativa para a Alemanha" vencer o escrutínio, o país irá abandonar a União Europeia.

Não podiam faltar também as críticas a Angela Merkel, acusada de "destruir a normalidade" no país nos 16 anos que esteve no poder, nem aos "Verdes", classificados de "socialistas para quem a destruição não foi suficiente".

As manifestações que se têm verificado contra as medidas sanitárias em vigor para travar a pandemia até parecem legitimar o AfD, abertamente contra as medidas de restrição, mas a realidade dos números é bem diferente.

As sondagens mostram um partido em queda e são os ecologistas que têm vindo a assumir-se como a força política em ascensão.