Última hora
This content is not available in your region

França ultrapassa os 100 mil mortos por Covid-19

euronews_icons_loading
França ultrapassa os 100 mil mortos por Covid-19
Direitos de autor  Christophe Ena/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

França

Tal como estava já previsto, o balanço mortal da Covid-19 em França chegou às 100 mil pessoas, esta quinta-feira, isto em números oficiais. Porque em termos reais, segundo os peritos, o valor foi atingido há vários dias. França é o oitavo país no mundo e terceiro na Europa a atingir a marca. Já em termos de aumento na mortalidade face a uma situação normal, o panorama é menos grave.

Bertrand Dureuil, chefe do serviço de anestesia dos cuidados intensivos do hospital de Rouen, diz que "no que toca ao excedente face ao número de mortes expectável, o número é de cerca de 50 mil, já que muitos daqueles que morreram de Covid-19 estavam já num estado bastante frágil antes da doença e não tinham uma esperança de vida muito longa".

Suécia

O país vê-se agora face a uma terceira vaga do vírus, que está a colocar os cuidados intensivos dos hospitais sob forte pressão, semelhante à do pico da primeira vaga no ano passado. A Suécia tem uma das taxas de infeção mais altas da Europa, devido sobretudo ao aumento junto das crianças e dos jovens, o que no entanto se deve também ao aumento da testagem. A mortalidade causada pelo vírus está a baixar, com cada vez mais pessoas vacinadas entre os grupos de maior risco.

Espanha

Espanha, onde o processo de vacinação está a avançar mais lentamente que o esperado, tenta resolver o problema do turismo, tal como outros países, como a Grécia ou Portugal, muito dependentes desta atividade. As autoridades espanholas anunciaram que o passaporte verde europeu, que vai permitir viajar a quem estiver vacinado contra a Covid-19, estará pronto no país em junho.

"A implementação deste certificado em Espanha vai permitir aumentar e facilitar a mobilidade internacional de forma segura. Espanha vai poder receber mais pessoas com mais segurança. Ao mesmo tempo, retoma a atividade económica e protege a saúde de toda a população", explica Alfredo González, secretário-geral de saúde digital, informação e inovação.

Israel

O país é agora um exemplo, perante o resto do mundo, de um país onde o processo de vacinação está a ser bem-sucedido, com uma grande percentagem da população já vacinada.

Para os festejos da independência, centenas de pessoas, na maioria sem máscara e sem distanciamento, assistiram a um espetáculo aéreo em Telavive.