Última hora
This content is not available in your region

Mundiais de Judo abrem com ouro para Japão e Rússia

euronews_icons_loading
Mundiais de Judo abrem com ouro para Japão e Rússia
Direitos de autor  Federazione Internazionale di Judo
Tamanho do texto Aa Aa

Os Mundiais de Judo, em Budapeste, começaram com as categorias mais leves.

-48 kg (femininos)

A japonesa Wakana Koga , atual campeã mundial de juniores, estreou-se numa competição sénior e chegou à final contra a compatriota Natsumi Tsunoda, que acabou por sair vencedora.

Na final, Tsunoda repetiu a receita que tinha já mostrado no combate com Distria Krasniqi, do Kosovo, ao impor-se com dois waza-aris obtidos com o mesmo golpe, o tomoe-nage.

Contra o arrojo de Koga, a experiência de Tsunoda acabou por falar mais alto. Depois de um primeiro waza-ari, a japonesa voltou a mostrar o golpe em que é especialista contra-ataque em que não deu hipóteses à adversária e conseguiu assim a primeira medalha de ouro da carreira.

O antigo presidente da Hungria Pál Schmitt entregou-lhe a medalha.

"Em 2017 falhei a medalha de ouro nos menos de 52 quilos, por isso estou contente por ter ganho esta prova", disse Natsumi Tsunoda.

-60 kg (masculinos)

Yago Abuladze, da Rússia, teve um dia em cheio, com a conquista da medalha de ouro nesta categoria.

Depois de eliminar, com sucesso, adversários de França e do Cazaquistão, mediu forças na final com mais um judoca cazaque, desta vez Gusman Kyrgyzbayev.

Um combate em que mostrou um estilo de judo pouco ortodoxo e até conseguiu quebrar alguns estereótipos, como disse na entrevista: "É para mim uma surpresa dizerem-me que o meu judo é bom, porque habitualmente é visto como estranho pelas outras pessoas. Quanto ao ne-waza (combate no solo), quis quebrar o estereótipo de que as pessoas do Cáucaso não sabem combater no solo. Por isso tenho vindo a trabalhar nisso"

Quis quebrar o estereótipo de que as pessoas do Cáucaso não sabem combater no solo. Por isso, tenho vindo a trabalhar nisso.
Yago Abuladze
Campeão mundial em -60 kg (Rússia)

Destaque ainda para o bom desempenho dos judocas espanhóis, com medalhas de bronze para Julia Figueroa e Francisco Garrigos neste primeiro dia dos mundiais. O país organizador, Hungria, é também uma referência no judo e espera conseguir medalhas ao longo dos oito dias em que decorrem estes Mundiais. Quanto a Portugal, as esperanças estão depositadas em Telma Monteiro, que compete na categoria de -57 kg e espera conseguir aqui um primeiro título mundial.