Última hora
This content is not available in your region

Presidente da Tunísia demite mais dois ministros

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Presidente da Tunísia demite mais dois ministros
Direitos de autor  FETHI BELAID/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Os apoiantes do presidente da Tunísia celebraram a destituição do primeiro-ministro, Hichem Mechichi. O Chefe de Estado também suspendeu o parlamento por um período de 30 dias e exonerou, horas depois, os ministros interinos da Defesa e da Justiça.

Os manifestantes impediram que os apoiantes do Ennadha, principal partido parlamentar, liderado pelo presidente da Assembleia, se aproximassem do Parlamento.

A oposição fala em golpe de Estado. O presidente da Tunísia anunciou que vai assumir o poder Executivo com a ajuda de um novo primeiro-ministro.

O presidente do Parlamento participou numa manifestação em frente à Assembleia, depois de ter sido impedido de entrar no edifício por militares.

Os líderes europeus mostram-se preocupados com a situação na Tunísia.

“Constatamos que o Presidente da República invoca o artigo 80 da Constituição para suspender os trabalhos do Parlamento. E para ser honesta, devemos dizer que consideramos isso uma interpretação bastante ampla da Constituição neste momento”, declarou Maria Adebahr, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros alemão.

O descontentamento com o governo tem aumentado devido à gestão da pandemia e à deterioração das condições de vida.

Diversas sedes do partido Ennahda foram assaltadas e incendiadas no domingo durante manifestações para exigir a demissão do Governo e a dissolução do parlamento.