This content is not available in your region

Yahoo sai da China

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Yahoo sai da China
Direitos de autor  AP Photo

O Yahoo encerrou as operações na China.

Em comunicado, a gigante norte-americana da internet justificou a retirada com a pressão do Governo e com a censura de conteúdos considerados politicamente "sensíveis" pelo regime de Pequim.

Esta é uma retirada simbólica uma vez que muitos dos serviços da empresa no país, como por exemplo o correio eletrónico, encontravam-se, já, bloqueados.

A saída do Yahoo coincidiu com a implementação da Lei de Proteção de Informação Pessoal da China, que limita a quantidade de dados que as em presas podem recolher e estabelece os padrões para o seu armazenamento.

A legislação chinesa estipula, ainda, que as empresas que operam no país devem entregar os dados, caso sejam solicitados pelas autoridades.

O Yahoo é a última empresa tecnológica a sair da China. Em outubro saiu a rede social profissional LinkedIn, da Microsoft.

O Yahoo entrou na China em 1998 e em 2012 fez um acordo com o Grupo Alibaba para vender a sua participação no gigante do comércio eletrónico.