EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Yahoo sai da China

Yahoo sai da China
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Empresa justifica retirada do país com pressão e censura digital por parte do regime de Pequim

PUBLICIDADE

O Yahoo encerrou as operações na China.

Em comunicado, a gigante norte-americana da internet justificou a retirada com a pressão do Governo e com a censura de conteúdos considerados politicamente "sensíveis" pelo regime de Pequim.

Esta é uma retirada simbólica uma vez que muitos dos serviços da empresa no país, como por exemplo o correio eletrónico, encontravam-se, já, bloqueados.

A saída do Yahoo coincidiu com a implementação da Lei de Proteção de Informação Pessoal da China, que limita a quantidade de dados que as em presas podem recolher e estabelece os padrões para o seu armazenamento.

A legislação chinesa estipula, ainda, que as empresas que operam no país devem entregar os dados, caso sejam solicitados pelas autoridades.

O Yahoo é a última empresa tecnológica a sair da China. Em outubro saiu a rede social profissional LinkedIn, da Microsoft.

O Yahoo entrou na China em 1998 e em 2012 fez um acordo com o Grupo Alibaba para vender a sua participação no gigante do comércio eletrónico.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comprar peças originais sem ir à falência: bem-vindos à feira de arte acessível de Hong Kong

Putin enaltece comércio bilateral no último dia da sua visita à China

Xi Jinping promete a Putin continuar a consolidar "amizade de boa vizinhança"