euronews_icons_loading
Russos protestam contra invasão do país à Ucrânia

A guerra continua e os protestos também. Na Rússia, milhares de pessoas saíram à rua para se manifestarem contra a invasão das forças militares do país à Ucrânia. No entanto, o regime de Vladimir Putin não admite contestação ás suas políticas. Quase 6.000 pessoas foram detidas, de acordo com a Organização não governamental russa dos direitos humanos OVD-info.

Os manifestantes anti-guerra, carregaram cartazes com frases de apelo, críticas ao conflito e sinais de paz. As ações de protesto estenderam-se às redes sociais, com incontáveis publicações e abaixo-assinados contra a guerra. As organizações de direitos humanos temem uma nova vaga de repressão no país, maior do que as anteriores.