EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Standard & Poor's diz a Lula para não mexer nas reformas de Bolsonaro

Apoiante de Lula da Silva agita bandeira do Brasil
Apoiante de Lula da Silva agita bandeira do Brasil Direitos de autor Matias Delacroix/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
Direitos de autor Matias Delacroix/Copyright 2022 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Agência de notação financeira alega que as medidas económicas dos últimos anos promoveram o investimento privado.

PUBLICIDADE

Mesmo antes de tomar posse do governo do Brasil, Lula da Silva já recebeu o primeiro recado da Standard & Poor's. A agência de notação financeira afirmou, este domingo, que o presidente brasileiro não deverá reverter as principais medidas económicas dos últimos anos, por terem permitido um aumento do investimento privado.

"Devido à fraquíssima capacidade do governo para investir, acreditamos que o governo de Lula não terá incentivos para reverter completamente as mudanças promovidas pelo governo de Bolsonaro, que levaram a níveis mais elevados de investimentos do setor privado nos últimos anos", 

Apesar de a tendência de crescimento económico do Brasil ter surpreendido a agência de rating, que se viu obrigada a rever a previsão para este ano de 0,8% para 2,5%, a Standard & Poor's alerta ainda para o impacto da inflação no crescimento do país, estimando que o crescimento abrande para 0,6% em 2023

Lula da Silva volta a assumir a presidência do Brasil a 01 de janeiro do próximo anos, após dois mandatos entre 2003 e 2010.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lula questiona possíveis financiadores de "discursos de golpe"

Indígenas brasileiros na pobreza. "Não temos terras para plantar"

Brasil: foram chamados para salvar crianças, mas acabaram numa operação de "salvamento" de armas