EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Crianças encontradas na Amazónia alvo de batalha familiar por custódia

Presidente colombiano Gustavo Petro cumprimenta enfermeira de hospital onde estão internadas as crianças, após terem sofrido o acidente de aviação, Bogotá, Colômbia
Presidente colombiano Gustavo Petro cumprimenta enfermeira de hospital onde estão internadas as crianças, após terem sofrido o acidente de aviação, Bogotá, Colômbia Direitos de autor AP/Cesar Carrion (by the Colombian Presidential Press Office)
Direitos de autor AP/Cesar Carrion (by the Colombian Presidential Press Office)
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Avós maternos e pai dos quatro menores disputam quem deve ficar com a guarda das crianças, após morte da mãe durante acidente de avião na Colômbia. Irmãos permanecem hospitalizados.

PUBLICIDADE

As quatro crianças que sobreviveram à queda do avião onde viajavam, na Colômbia, e passaram 40 dias na selva amazónica até serem encontradas são agora alvo de uma batalha pela sua custódia entre os avós maternos e o pai.

Os irmãos, com idades compreendidas entre 1 e 13 anos, perderam a mãe no acidente, a 01 de maio. 

Enquanto permanecem hospitalizados, a agência colombiana de proteção de menores está a entrevistar membros da família para determinar quem deve cuidar das crianças.

O avô materno, Narciso Mucutuy acusou o pai dos netos, Manuel Ranoque, de bater na sua filha, Magdalena Mucuty.

Ranoque reconhece a ocorrência de alguns episódios de violência doméstica, classificando-os, no entanto, como um assunto privado de família.

As crianças viajavam com a mãe da aldeia amazónica de Araracuara para a cidade de San Jose del Guaviare, a 01 de maio, quando o piloto do avião de um motor a hélice Cessna declarou emergência devido a uma falha no motor. 

Pouco tempo depois, o avião desapareceu dos radares e começaram as buscas pelos três adultos e quatro crianças que estavam a bordo. 

Apenas os menores sobreviveram ao acidente, tendo-se alimentado por mais de um mês com farinha de mandioca transportada no avião e sementes e frutas apanhadas na selva.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Quatro crianças resgatadas depois de passarem 40 dias na selva

Novo incidente de turbulência fere 12 pessoas em voo com destino à Irlanda

Avião militar russo despenha-se com 15 pessoas a bordo