EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Zelenskyy avalia estragos de ataque aéreos na cidade portuária de Odesa

Catedral de Spaso-Preobrazhensky, em Odesa, ficou danificada pelos ataques russos.
Catedral de Spaso-Preobrazhensky, em Odesa, ficou danificada pelos ataques russos. Direitos de autor Libkos/AP
Direitos de autor Libkos/AP
De  Verónica Romano
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Quebrado o acordo dos cereiais, portos ucranianos estão agora sob ameaça direta dos russos

PUBLICIDADE

O presidente da Ucrânia esteve na cidade portuária de Odesa esta quinta-feira, para ver com os próprios olhos os danos causados pelos recentes ataques aéreos russos.

Moscovo abandonou o acordo de exportação de cereais com Kiev na semana passada, pelo que as cidades portuárias da Ucrânia estão agora também sob ameaça direta.

Volodymyr Zelenskyy procura então mais sistemas de defesa aérea para proteger estes locais. 

Dentro da danificada Catedral de Spaso-Preobrazhensky, em Odesa, o chefe de Estado disse sentir que o seu povo e a sua moral eram ainda mais poderosas. "Mais fortes que o terror russo", sublinhou. 

No centro-oeste da Ucrânia, Khmelnitsky foi alvo de intensos bombardeamentos. As autoridades do país acreditam que o alvo era uma importante base aérea da região. 

Na zona sudeste, os combates também se intensificaram. Esta quinta-feira, Zelenskyy felicitou as suas tropas pela recuperação do controlo da aldeia de Staromaiorske, em Donetsk.

No entanto, na televisão estatal, Putin insiste que a ofensiva dos soldados ucranianos "não foi bem sucedida". Garante ainda que Kiev sofreu pesadas baixas, embora não apresente provas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ataques aéreos russos em toda a Ucrânia

Quando os cereais ucranianos são o alvo

Ataque aéreo a Kharkiv faz pelo menos sete mortos. Zelenskyy condena brutalidade russa