EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Rússia e Ucrânia atacam-se mutuamente com drones

Ataque com drone atingiu escola ucraniana provocando vítimas
Ataque com drone atingiu escola ucraniana provocando vítimas Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Suposto ataque russo com drone atingiu uma escola ucraniana em Romny, provocando a morte de quatro funcionários.

PUBLICIDADE

Quatro pessoas morreram e quatro ficaram feridas num ataque russo com um drone que atingiu uma escola na cidade de Romny, no nordeste da Ucrânia. As vítimas eram funcionários.

Outro ataque também com drones atingiu instalações de armazenamento de cereais, na região de Odessa.

Mas Moscovo não reconheceu os ataques.

O exército ucraniano afirma ter conseguido destruir um sistema de defesa aérea russo S-400 na Crimeia, península ocupada pela Rússia desde 2014.

Pelo sexto dia consecutivo, Moscovo foi alvo de ataques com drones. Um atingiu um prédio no centro da cidade, outro explodiu perto da área de arranha-céus. Segundo as autoridades russas, ninguém ficou ferido.

Esta quarta-feira, o presidente ucraniano recebeu o primeiro-ministro finlandês em Kiev e reconheceu as dificuldades da contraofensiva.

"Estamos a avançar. É muito difícil para nós devido à densidade dos campos minados. São milhares de minas. Isso é o que a Rússia deixa para trás. O mais importante é o que os militares me reportam todos os dias. Estamos a avançar constantemente, pouco a pouco, mas na direção certa", disse Volodymyr Zelenskyy.

O presidente russo, Vladimir Putin, participou por videoconferência na cimeira dos BRICS. "A Rússia decidiu apoiar as pessoas que lutavam pela sua cultura, pelas suas tradições, pela sua língua, pelo seu futuro. As nossas ações na Ucrânia são ditadas por apenas uma coisa: pôr fim à guerra que foi desencadeada pelo Ocidente e os seus satélites na Ucrânia contra as pessoas que vivem no Donbass", afirmou.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Putin esperado na Coreia do Norte

Putin vai visitar a Coreia do Norte esta semana

Putin ameaça a Alemanha: Rússia pode fornecer armas para atingir alvos ocidentais