EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

França: Ex-mulher de assassino em série julgada por cumplicidade em três homicídios

Monique Olivier em audiência no tribunal Judicial de Nanterre, França
Monique Olivier em audiência no tribunal Judicial de Nanterre, França Direitos de autor Monique Fourniret, tribunal de Nanterre, le 28 novembre 2023, FRFT via EBU
Direitos de autor Monique Fourniret, tribunal de Nanterre, le 28 novembre 2023, FRFT via EBU
De  Nara Madeira com AFP
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Segundo julgamento de ex-mulher de assassino em série. Monique Olivier está acusada de cumplicidade no rapto e morte de uma menina e duas jovens.

PUBLICIDADE

Em França, arrancou o novo julgamento da ex-mulher de um assassino em série. Monique Olivier está acusada de cumplicidade no rapto e morte de uma menina e duas jovens (Estelle Mouzin, Joanna Parrish e Marie-Angèle Domèce) e pode ser condenada à pena máxima. 

No tribunal, a arguida mostrou-se "arrependida de tudo o que aconteceu", para o advogado das famílias das vítimas ela é uma peça essencial neste processo, até porque os corpos de duas delas nunca foram encontrados. Didier Seban afirmava que é preciso fazê-la falar para que se possam fazer progressos não só em relação a estes três crimes mas a outros que não estão a ser tidos em consideração.

A acusada esteve sozinha, pela primeira vez, no banco dos réus. Michel Fourniret, o seu ex-marido, faleceu em 2021, na prisão.

Em 2008, Monique Olivier tinha sido já condenada a prisão perpétua, pela participação na morte de outras quatro mulheres, pena comutada para 28 anos de prisão. O seu ex-companheiro à pena máxima sem direito a liberdade condicional.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Assassino em série que inspirou série da Netflix regressa a França

Três feridos em ataque à faca no metro de Lyon

Governo australiano saúda libertação de Julian Assange