Zelenskyy espera que negociações de adesão da Ucrânia à UE comecem até ao final do ano

Volodymyr Zelenskyy, presidente da Ucrânia.
Volodymyr Zelenskyy, presidente da Ucrânia. Direitos de autor Felipe Dana/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Verónica Romano com Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da Ucrânia diz estar a implementar todas as medidas necessárias para início das negociações.

PUBLICIDADE

Volodymyr Zelenskyy espera que a União Europeia cumpra a promessa sobre a adesão da Ucrânia. 

O presidente do país publicou no Twitter esta quinta-feira: "Esperamos que a Presidência espanhola da UE termine com uma decisão histórica de abertura das negociações de adesão da Ucrânia à UE". 

Portanto, Zelenskyy conta que as conversações comecem até ao final do ano e assegura estar a implementar todas as medidas que os líderes europeus exigiram.

"A Ucrânia cumpriu as recomendações da Comissão Europeia e, até ao final deste ano, adoptaremos todas as decisões que prometemos", disse o chefe de Estado.

"Esperamos que a União Europeia também cumpra a sua promessa à Ucrânia. A decisão de iniciar as negociações de adesão com a UE é uma energia poderosa para nós: a energia da unidade", acrescentou.

Emmanuel Macron, à esquerda, recebe Viktor Orbán para uma reunião no Palácio do Eliseu, em Paris, esta quinta-feira.
Emmanuel Macron, à esquerda, recebe Viktor Orbán para uma reunião no Palácio do Eliseu, em Paris, esta quinta-feira.Michel Euler/AP

Em Paris, na residência oficial do presidente, Emmanuel Macron recebeu esta quinta-feira o primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, que ameaçou bloquear o apoio à Ucrânia. 

O presidente francês tentou desbloquear o impasse antes da cimeira da UE, na próxima quarta-feira.

No leste da Ucrânia, a cidade de Kharkiv foi atingida por vários mísseis russos. O chefe da administração militar regional reportou seis ataques esta quinta-feira, que resultaram em pelo menos um ferido.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Zelenskyy reforça pedidos de auxílio nos EUA e Biden avisa: bloquear ajuda é dar a mão a Moscovo

Fundo Monetário Internacional dá luz verde à transferência de 900 milhões para a Ucrânia

Zelenskyy foi à Arábia Saudita procurar apoio para o plano de paz ucraniano