EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Festival Atreju fecha com discursos dos "tenores" da extrema-direita europeia

Giorgia Meloni e Santiago Abascal (Vox/Espanha), convidado especial nesta edição
Giorgia Meloni e Santiago Abascal (Vox/Espanha), convidado especial nesta edição Direitos de autor Roberto Monaldo/LaPresse
Direitos de autor Roberto Monaldo/LaPresse
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O festival, organizado pelo partido da primeira-ministra italiana Giorgia Meloni, inspira-se no universo do filme e do livro "História Interminável".

PUBLICIDADE

O festival Atreju, organizado pelo partido Irmãos de Itália, da primeira-ministra italiana Giorgia Meloni, fechou com os discursos de alguns dos tenores da extrema-direita europeia: Meloni e o aliado Matteo Salvini, ou ainda Santiago Abascal, do partido espanhol Vox, convidado especial nesta edição.

Ao longo de quatro dias, o festival teve debates e discursos, mas aqui há mais do que política: houve também música e outras atividades. É um evento inspirado no mundo de fantasia de que Meloni é fã, em particular o livro e o filme "História Interminável". Este ano, o evento teve como lema "Bem-vindo de volta, orgulho italiano".

"Hoje, todos os caminhos da Europa conduzem a Roma. Hoje, todas as esperanças de uma mudança de direção na Europa, de um regresso às ideias fortes, da necessidade de raízes profundas olham para Roma", disse Abascal no discurso.

Sunak, Rama e Musk marcam presença

O evento atraiu também personalidades de fora da política, como Elon Musk, ou da direita mais moderada, como o primeiro-ministro britânico Rishi Sunak ou o chefe do governo da AlbâniaEdi Rama. Os três estiveram reunidos na residência oficial de Meloni para discutir as migrações, no sábado.

Meloni e Sunak concordaram em cofinanciar um primeiro projeto ítalo-britânico de repatriamento voluntário assistido para os países de origem, elaborado pela Organização Internacional para as Migrações (OIM) para os migrantes retidos na Tunísia.

Os três primeiros-ministros também terão "reiterado a importância de se conseguir uma estabilização definitiva dos Balcãs Ocidentais, também com base nos passos dados recentemente no processo de alargamento da União Europeia aos países da região".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Rishi Sunak, Edi Rama e Elon Musk em festival de extrema-direita em Itália

Elon Musk convidado para a festa de fantasia de Giorgia Meloni

O que é que Meloni conseguiu fazer desde que tomou posse?