Protestos dos agricultores abrandam em França

Gabriel Attal
Gabriel Attal Direitos de autor Aurelien Morissard/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-Ministro garantiu que o executivo vai simplificar os procedimentos burocráticos e reduzir o imposto sobre o gasóleo.

PUBLICIDADE

Depois de vários dias de protestos, os agricultores franceses começaram a levantar os bloqueios de estradas que provocaram o caos no trânsito e forçaram concessões do governo do Presidente Macron. Os manifestantes querem medidas para fazer face ao aumento dos custos, à queda dos salários e ao excesso de regulamentação. O governo promete soluções.

Numa visita a uma exploração pecuária, o Primeiro-Ministro garantiu que o executivo vai simplificar os procedimentos burocráticos e reduzir o imposto sobre o gasóleo.

"Decidimos colocar a agricultura acima de tudo. Este é um dia importante para a agricultura francesa, para o mundo agrícola, para os nossos agricultores, aqui na região da Occitânia e em toda a França", disseGabriel Attal.

Apesar dos compromissos, o impasse com os agricultores pode não ter terminado e é provável que as queixas se tornem uma questão importante nas eleições europeias de junho. Em toda a União Euopeia, as sondagens sugerem que os movimentos de extrema-direita podem capitalizar a raiva rural em detrimento dos partidos tradicionais.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Centenas de tratores bloqueiam estradas europeias em mais um dia de protestos dos agricultores

Agricultores franceses mantêm protestos apesar de novas medidas do governo

Praias de desembarque do Dia D podem ser consideradas Património Mundial da UNESCO