Manifestantes pedem demissão de Viktor Orbán após resignação da presidente húngara

Viktor Orbán
Viktor Orbán Direitos de autor Stephanie Lecocq, Pool via AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro húngaro associado à polémica que deu origem à demissão da presidente Katalin Novak.

PUBLICIDADE

Várias centenas de manifestantes reuniram-se em Budapeste para exigir a demissão de Viktor Orbán e do chefe do Gabinete do Primeiro-Ministro.

A manifestação acontece na sequência do escândalo que envolveu a antiga Presidente húngara. No ano passado, Katalin Novák concedeu um perdão a um antigo responsável de um lar de crianças, condenado por encobrir um caso de abuso sexual de menores.

Os manifestantes festejaram a demissão da presidente no último sábado, mas consideram que não é suficiente e viram-se agora para Orbán.

Acreditam que tudo aconteceu graças ao sistema criado pelo primeiro-ministro e que o perdão presidencial põe em causa uma das principais bandeiras do partido no poder: o compromisso com a família e os valores cristãos.

Novak é uma aliada de Viktor Orbán e faz parte do Fidezs. Os críticos do chefe do executivo temem que o novo presidente seja outro membro do partido.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Ministério da Defesa belga abre investigação a casos de violência e assédio sexual no exército

Jovens do Real Madrid envolvidos em escândalo sexual

Treinador de Espanha pede desculpas por aplausos a Rubiales