Londres avalia pedido de recurso contra extradição de Assange

Justiça britânica decide extradição de Julian Assange
Justiça britânica decide extradição de Julian Assange Direitos de autor Kirsty Wigglesworth/Copyright 2024 The AP. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Esta é a última tentativa na justiça britânica para evitar a extradição para os Estados Unidos.

PUBLICIDADE

Esta é uma semana crucial para o fundador da WikiLeaks. A justiça britânica decide se Julian Assange deve ou não ser extraditado para os Estados Unidos.

Centenas de manifestantes reuniram-se em frente ao Royal Courts of Justice, em Londres, para manifestar o seu apoio, no início do recurso de extradição de dois dias, liderado pela mulher de Assange.

"É um ataque a todos os jornalistas de todo o mundo. É um ataque à verdade. E é um ataque ao direito do público de saber. Julian é um prisioneiro político e a sua vida está em risco. O que aconteceu a Navalny pode acontecer a Julian", disse Stella Assange, à entrada do tribunal .

O pai e o meio-irmão de Assange têm feito campanha pela libertação na Austrália. Na semana passada, o parlamento de Camberra pediu que o fundador da WikiLeaks fosse autorizado a regressar ao seu país.

Em 2018, Assange foi acusado nos EUA de cumplicidade na pirataria informática de computadores do governo e, em 2019, foram acrescentadas mais dezassete acusações de violação das leis de espionagem.

Se for condenado por todas as acusações, poderá enfrentar uma pena máxima de prisão de 175 anos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Advogados dos EUA alegam que revelações de Assange colocaram vidas em risco

Julian Assange inicia última batalha legal no Reino Unido para evitar a extradição para os EUA

Julian Assange casa atrás de grades