EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ministro da Justiça da Estónia demite-se devido a alegações de corrupção

Kalle Laanet, ministro da Defesa da Estónia, na sede da NATO em Bruxelas, 16 de março de 2022
Kalle Laanet, ministro da Defesa da Estónia, na sede da NATO em Bruxelas, 16 de março de 2022 Direitos de autor Associated Press
Direitos de autor Associated Press
De  Euronews com Associated Press
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied
Artigo publicado originalmente em inglês

Kalle Laanet terá recebido apoio do Estado para arrendar um apartamento pertencente ao seu enteado em Tallinn.

PUBLICIDADE

O Ministro da Justiça da Estónia, Kalle Laanet, demitiu-se no sábado devido a uma acusação de corrupção.

O membro do partido reformista no poder tinha alegadamente alugado um apartamento em Talin à empresa do seu enteado durante o seu mandato, tendo as despesas sido reembolsadas pelo Estado. Desde 2021, o montante total foi de cerca de 12 000 euros, de acordo com os meios de comunicação social locais.

"Para garantir a clareza jurídica e o funcionamento pacífico do governo, decidi hoje que não continuarei no cargo de ministro da Justiça", disse Laanet.

Laanet nega as alegações. Diz que decidiu demitir-se para "proteger os seus familiares de ataques públicos".

A primeira-ministra da Estónia, Kaja Kallas, aceitou a demissão de Laanet e agradeceu os serviços prestados pelo ministro. Laanet deverá permanecer no cargo até que o presidente Alar Karis nomeie um substituto.

Laanet foi ministro da Defesa da Estónia durante um ano, até 2022. Tornou-se ministro da Justiça em abril passado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Países Bálticos assinalam os 75 anos das deportações em massa soviéticas para a Sibéria

Polónia quer acelerar reforço da segurança na fronteira com a Bielorrússia

Primeiro casal do mesmo sexo casou-se pelo civil na Letónia. "Esperávamos há muito por este dia"