Sondagem Euronews: inflação é a grande preocupação dos europeus, portugueses são os mais alarmados

Interior do Parlamento Europeu em Estrasburgo, França.
Interior do Parlamento Europeu em Estrasburgo, França. Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Maioria dos europeus tem como prioridade o combate à inflação. Portugueses são os mais preocupados com o aumento do custo de vida e as desigualdades. Direita dá mais atenção às questões socias na eleição de 2024 do que em sufrágios anteriores, revela a sondagem da IPSOS em exclusivo para a Euronews.

PUBLICIDADE

O combate à inflação é a grande prioridade dos cidadãos europeus a menos de três meses das eleições europeias marcadas para o próximo mês de junho, revela a sondagem da IPSOS em exclusivo para a Euronews, a primeira do género a ser realizada em 18 países europeus, na antecâmara do sufrágio.

No contexto da crise inflacionária sentida em 2023, sobretudo no que diz respeito aos alimentos, o aumento do custo de vida preocupa mais de dois terços (68%) dos inquiridos neste estudo de opinião.

Prioridades dos cidadãos nas eleições europeias de 2024
Prioridades dos cidadãos nas eleições europeias de 2024Sondagem da IPSOS para a Euronews (março de 2024)

A maioria dos eleitores exige depois a redução das desigualdades e a preservação dos sistemas de proteção social (64%). A preocupação com o bem-estar e o nível de vida está bem presente na mente dos europeus, com 62% a reclamarem mais crescimento económico.

Em quarto lugar na tabela de prioridades está a luta contra a imigração ilegal (59%), uma das principais bandeiras da extrema-direita, o que reflete o crescimento desta ideologia na Europa. Logo a seguir surge o combate ao desemprego (57%) e, por fim, a resposta às alterações climáticas (52%).

Portugueses são os mais alarmados com inflação

Os eleitores, com especial incidência no sul do continente, estão crescentemente virados para uma Europa mais social.

De acordo com a sondagem exclusiva da IPSOS para a Euronews, os portugueses (84%) são os que demonstram maior preocupação face à subida dos preços.

Países europeus mais preocupados com a inflação
Países europeus mais preocupados com a inflaçãoSondagem da IPSOS para a Euronews (março 2024)

Na segunda posição aparecem os espanhóis (76%) e em terceiro estão os italianos (71%), seguidos dos franceses (69%). 

Na realidade, mais de dois terços dos europeus (68%) estão preocupados com os preços elevados, apesar do abrandamento registado em janeiro em 15 dos 27 países da União Europeia (UE). 

Só para 7 % dos potenciais eleitores é que a inflação não é uma prioridade, com os finlandeses a serem os menos preocupados com o custo de vida. 

Portugueses são os que mais dizem não às desigualdades

Sinal dos tempos de crise, os cidadãos da UE têm um sentimento de empobrecimento geral.

64% das pessoas querem que o bloco europeu salvaguarde os seus direitos sociais e pedem que as desigualdades sociais sejam reduzidas. Apenas 8 % são contra. 

Os portugueses (82%) estão novamente no topo, enquanto os polacos são os menos preocupados com as discrepâncias no nível de vida.

Países europeus mais preocupados com as desigualdades sociais
Países europeus mais preocupados com as desigualdades sociaisSondagem da IPSOS para a Euronews (março 2024)

De Portugal vem também o pedido mais veemente para políticas que estimulem o crescimento económico

Países que mais pedem crescimento económico
Países que mais pedem crescimento económicoSondagem da IPSOS para a Euronews

62% dos inquiridos exigem à UE medidas eficazes para impulsionar o crescimento económico.

Os neerlandeses são os menos favoráveis a qualquer forma de intervenção à escala europeia para robustecer economia.

Direita mais atenta às questões sociais

Nas eleições de 2024, as questões sociais não são apenas prioridades para os partidos de esquerda e de centro-esquerda.

Os  conservadores moderados, os liberais e mesmo os que ainda estão mais à direita parecem reclamar mais intervenção legislativa social e económica da UE do que nos atos eleitorais anteriores.

Importância da luta contra a inflação para os grupos políticos europeus
Importância da luta contra a inflação para os grupos políticos europeusSondagem da IPSOS para a Euronews

Os partidos de direita, incluindo o grupo conservador ECR e sobretudo a extrema-direita do grupo ID, sinalizam a importância de medidas contra a inflação.

PUBLICIDADE

No que toca às desigualdades e à proteção social, os partidos de esquerda e de centro-esquerda são, sem surpresa, os mais exigentes.

Grupos políticos europeus que mais prioridade dão à redução das desigualdades
Grupos políticos europeus que mais prioridade dão à redução das desigualdadesSondagem da IPSOS para a Euronews (março 2024)

Grande Coligação coloca ênfase no crescimento económico

As formações políticas da Grande Coligação (PPE, S&D, RENEW) são as que querem mais assertividade quando se trata de tomar medidas que estimulem o crescimento económico.

Importância do crescimento económico para os grupos políticos europeus
Importância do crescimento económico para os grupos políticos europeusSondagem da IPSOS para a Euronews

Os líderes da UE para os próximos cinco anos têm de encontrar uma solução para responder às exigências dos cidadãos, que podem exigir mais despesa pública.

Mantenha-se a par das sondagens para as eleições europeias com o Centro de Sondagens da Euronews.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Sondagem Euronews: PSD vence europeias e Chega elege pela primeira vez para o Parlamento Europeu

Sondagem exclusiva Euronews: grande coligação pró-UE enfrenta dificuldades, mas ainda está viva

Inflação na Europa: Quais são os países com as taxas de inflação mais elevadas e mais baixas?