Diretor-geral da Boeing demite-se

Diretor-geral da Boeing demite-se
Direitos de autor Copyright 2019 The Associated Press. All rights reservedAndrew Harnik
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A empresa apresenta um forte período de turbulência desde a queda de dois aviões Boeing 737 MAX

PUBLICIDADE

Dennis Muilenburg, o até agora diretor-geral da Boeing, vai ser substituído no cargo por David Calhoun, atual presidente da empresa, a 13 de janeiro.

Pressionado pela queda de dois aviões 737 Max, Muilenburg oficializou, esta segunda-feira, a demissão. Uma decisão agravada pelo falhanço, na véspera, da acoplagem da cápsula espacial da empresa à Estação Espacial Internacional. A Starliner acabou por aterrar num deserto no oeste dos EUA.

A dança das cadeiras ocorre numa altura em que a construtora aeroespacial atravessa um período de crise e tenta recuperar a confiança, quer dos passageiros quer das companhias aéreas.

Recentemente, a Boeing anunciou a decisão de suspender, temporariamente, a partir de janeiro, a produção do modelo 737 Max, envolvido em dois acidentes que fizeram mais de 300 mortos e impedido de circular até serem efetuadas melhorias em termos de segurança.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Diretor executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, confirma regresso após comentários sobre Israel

Crise de emprego na UE: Candidatos não têm as competências adequadas

Sam Bankman-Fried, magnata das criptomoedas, condenado a 25 anos de prisão