EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

“O Conto dos Contos”: Histórias de encantar da cultura italiana

“O Conto dos Contos”: Histórias de encantar da cultura italiana
Direitos de autor 
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Para não repetir histórias e autores conhecidos, Matteo Garrone descobriu em Napoles três contos locais que fazem parte da recolha feita no século XVII por Giambattista Basile…

PUBLICIDADE

Para não repetir histórias e autores conhecidos, Matteo Garrone descobriu em Napoles três contos locais que fazem parte da recolha feita no século XVII por Giambattista Basile (1566-1632). “O Conto dos Contos” passa-se em três reinos contíguos e as histórias estão entrelaçadas. Mas a conclusão é comum.

Matteo Garrone explica que “era pintor por isso é que a abordagem é sempre tão visual e gosto de escolher personagens com as quais crio uma relação e amo. Gosto de estar perto delas e ser humano e amá-las. Tento fazer um filme que fale ao coração e não à cabeça”.

Os três contos estão focados em mulheres: uma desesperada para ter filhos, outra desesperada para se manter jovem e bela e a terceira desesperada para escapar de um marido violento.

Salma Hayek desempenha o papel da primeira dessas mulheres. A atriz garante que “é um sonho tornado realidade. Era uma das coisas que parece difícil de concretizar porque é cinema europeu e o realizador não costuma trabalhar com atores nos papéis principais. Por isso fiquei muito feliz quando me chamou”.

“O Conto dos Contos” tem que ser vendido e rentabilizado no mercado mundial, Matteo Garrone optou por fazê-lo em inglês e com um elenco internacional. Aliás, este é o primeiro filme falado em inglês do realizador, numa co-produção entre Itália, França e Reino Unido.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Os grandes filmes dos Prémios do Cinema Europeu 2023

Monica Bellucci leva Maria Callas ao Festival de Cinema de Salónica

Realizador alemão Wim Wenders recebe Prémio Lumière em Lyon