EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Prémios do Cinema Europeu: "The Zone Of Interest" e "The Green Border" entre os filmes adicionados

A lista de finalistas para os Prémios Europeus de Cinema de 2023 inclui agora 40 longas-metragens
A lista de finalistas para os Prémios Europeus de Cinema de 2023 inclui agora 40 longas-metragens Direitos de autor European Film Awards
Direitos de autor European Film Awards
De  David Mouriquand
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Quem será o grande vencedor da edição deste ano dos Prémios do Cinema Europeu?

PUBLICIDADE

A Academia Europeia de Cinema acrescentou mais 21 longas-metragens à sua lista de finalistas para os Prémios Europeus de Cinema de 2023, incluindo os filmes em estreia em Cannes The Zone of Interest, La Passion de Dodin Bouffant e Club Zero, bem como os filmes da Competição de Veneza Green Border, Woman of..., Holly e Io Capitano.

A lista de finalistas do 36º Prémio do Cinema Europeu inclui agora 40 longas-metragens.

No total, estão representados 31 países europeus, o que reflete a força e a diversidade das obras de cineastas europeus. A Academia Europeia de Cinema afirmou que mais de 40% de todos os filmes selecionados são realizados por mulheres.

Os primeiros 19 títulos que concorrem aos Prémios do Cinema Europeu de 2023 foram revelados em agosto e incluem os títulos de Cannes How To Have Sex, The Old Oak e Firebrand.

Entre os nossos favoritos aqui na Euronews Culture estão Kuolleet lehdet (Fallen Leaves), sombrio mas edificante de Aki Kaurismäki que dá as boas-vindas a todos os recém-chegados à obra do mestre da diversão, à sensação de bem-estar finlandês, e o terror de Christian Petzold, Roter Himmel (Afire), estreado na Berlinale, que entrou na nossa lista dos Melhores Filmes de 2023 (até agora); Bastarden de Nikolaj Arcel, no qual o sempre magistral Mads Mikkelsen interpreta um capitão empobrecido do século XVIII que tenta domar a região hostil da Jutlândia; e o vencedor da Palma de Ouro L'anatomie d'une chute  deJustine Triet.

No entanto, para nós, há dois títulos que já se apresentam como fortes candidatos a Melhor Filme nos Prémios do Cinema Europeu deste ano: O ambicioso e profundamente perturbador filme sobre o Holocausto de Jonathan Glazer, The Zone of Interest(clique aqui para ver a nossa crítica de Cannes), e o poderoso drama sobre imigração Zielona Granica(Fronteira Verde) de Agnieszka Holland, um alerta emocionalmente devastador para as nações da UE e para a sua inação em relação aos horrores nos limites da Europa.(Clique aqui para ver a nossa crítica de Veneza).

A24
The Zone of InterestA24

The Zone of Interest ganhou em Cannes o Grande Prémio e o Prémio FIPRESCI, enquanto Fronteira Verde ganhou o Prémio Especial do Júri em Veneza. Este último tem sido alvo de controvérsia - com uma enorme reação política contra o filme por parte do governo polaco.

Stanisław Żaryn, o plenipotenciário do governo para a segurança do espaço de informação polaco, acusou o realizador de estar "fora da realidade" e de fazer "insinuações que são usadas para atacar a Polónia, os polacos e o governo".

O ministro da Justiça, Zbigniew Ziobro, criticou Holland na Internet, comparando o filme e a sua representação dos guardas fronteiriços polacos a " propaganda nazi ".

A Federação dos Realizadores Europeus de Cinema (FERA) juntou-se a vários cineastas europeus que apoiaram Agnieszka Holland. Numa carta aberta, a FERA declarou-se "cheia de admiração" por Agnieszka Holland pela sua "força e coragem face aos terríveis ataques contra ela e o filme na Polónia. Apoiamos firmemente Agnieszka".

A Federação afirmou que os seus membros "apoiam totalmente" a Academia Europeia de Cinema (EFA), que também condenou os comentários de Zibro e elogiou Holland por "falar contra a injustiça e a opressão".

A reação política não impediu os espetadores polacos de irem às salas de cinema ver Fronteira Verde, apesar de algumas salas terem sido alvo de protestos de grupos neofascistas. O distribuidor polaco Kino Świat disse no início desta semana que o filme, lançado nas salas de cinema a 22 de setembro, tinha atraído 137.000 espetadores no fim de semana de estreia, o que é o melhor resultado para um filme polaco em 2023.

Foi também anunciado recentemente que o filme irá para o Vaticano, depois de ter sido selecionado para o 27.º Festival de Cinema Tertio Millenio, em novembro. O realizador polaco receberá também o Prémio Especial Fuoricampo do festival na Biblioteca do Vaticano, a 13 de novembro, antes de ser exibido na presença de altos representantes do Vaticano.

O prémio anual Fuoricampo é atribuído a um filme que tenha "explorado temas ligados ao sentido mais profundo da vida e que tenha abalado as consciências", segundo os organizadores do festival. O Festival de Cinema Tertio Millenio foi fundado pelo Papa polaco João Paulo II, Karol Wojtyła, que foi beatificado pelo Papa Bento XVI em 2011 e mais tarde canonizado como Papa São João Paulo em 2014.

Venice Film Festival
Fronteira VerdeVenice Film Festival

Os 4.600 membros da Academia Europeia de Cinema vêem os filmes selecionados e votam. Com base nos seus votos, as nomeações nas categorias de longas-metragens "Filme Europeu", "Realizador", "Ator", "Atriz" e "Argumentista" serão tornadas públicas a 7 de novembro de 2023.

Os vencedores serão anunciados na cerimónia dos Prémios do Cinema Europeu em Berlim, a 9 de dezembro de 2023.

Eis os títulos adicionais:

  • Animal - Sofia Exarchou (Grécia/Áustria/Bulgária/Roménia/Chipre)
  • Blaga's Lessons - Stephan Komandarev (Bulgária/Alemanha)
  • Club Zero - Jessica Hausner (Áustria/Reino Unido/Alemanha/França/Dinamarca/Qatar)
  • Do Not Expect Too Much from the End of the World - Radu Jude (Roménia/Luxemburgo/França/Croácia)
  • Excursion - Una Gunjak (Bósnia-Herzegovina/Croácia/Sérvia/França/Noruega/Qatar)
  • Explanation for Everything - Gábor Reisz (Hungria/Eslováquia)
  • Fronteira Verde - Agnieszka Holland (Polónia/França/República Checa/Bélgica)
  • Holly - Fien Troch (Bélgica/Luxemburgo/Países Baixos/França)
  • Housekeeping for Beginners - Goran Stolevski (Macedónia do Norte/Croácia/Sérvia/Polónia/Kosovo)
  • Io Capitano - Matteo Garrone (Itália/Bélgica)
  • Paradise Is Burning - Mika Gustafson (Suécia/Itália/Finlândia/Dinamarca)
  • Society of the Snow - JA Bayona (Espanha)
  • Stepne - Maryna Vroda (Ucrânia/Alemanha/Polónia/Eslováquia)
  • Sweet Dreams - Ena Sendijarević (Países Baixos/Suécia/França/Indonésia)
  • Tatami - Guy Nattiv, Zar Amir Ebrahimi (Geórgia/EUA)
  • The Taste of Things - Tran Anh Hung (França)
  • The Promised Land - Nikolaj Arcel (Dinamarca/Alemanha/Suécia)
  • The Universal Theory - Timm Kröger (Alemanha/Áustria/Suíça)
  • The Vanishing Soldier - Dani Rosenberg (Israel)
  • The Zone of Interest - Jonathan Glazer (Reino Unido/Polónia/EUA)
  • Woman of... - Małgorzata Szumowska, Michał Englert (Polónia/Suécia)

Os títulos previamente seleccionados:

PUBLICIDADE

20,000 Species of Bees - Estibaliz Urresola Solaguren (Espanha)
Afire - Christian Petzold (Alemanha)
Anatomy of a Fall - Justine Triet (França)
Behind the Haystacks - Asimina Proedrou (Grécia/Alemanha)
Blackbird Blackbird Blackberry - Elene Naveriani (Suíça/Geórgia)
Close Your Eyes - Víctor Erice (Espanha/Argentina)
Fallen Leaves - Aki Kaurismäki (Finlândia/Alemanha)
Femme - Sam H Freeman, Ng Choon Ping (Reino Unido)
Firebrand - Karim Aïnouz (Reino Unido)
How To Have Sex - Molly Manning Walker (Reino Unido/Grécia)
Kidnapped - Marco Bellocchio (Itália/França/Alemanha)
La Chimera - Alice Rohrwacher (Itália/França/Suíça)
Safe Place - Juraj Lerotic (Croácia/Eslovénia)
Slow - Marija Kavtaradze (Lituânia/Espanha)
The Animal Kingdom - Thomas Cailley (França)
The Goldman Case - Cédric Kahn (França)
The Happiest Man in the World - Teona Strugar Mitevska (Macedónia do Norte/Bósnia-Herzegovina/Bélgica/Eslovénia/Croácia/Dinamarca)
The Old Oak - Ken Loach (Reino Unido/França/Bélgica)
The Teachers' Lounge - Ilker Çatak (Alemanha)

A 36ª edição dos Prémios do Cinema Europeu realiza-se em Berlim, a 9 de dezembro. A Academia Europeia de Cinema entregará à atriz Vanessa Redgrave o Prémio Europeu de Carreira pelo seu notável trabalho.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Morreu atriz francesa Anouk Aimée aos 92 anos

Ator Ian Mckellen hospitalizado depois de cair do palco durante atuação

Rod Stewart vaiado pelo público alemão por apoiar a Ucrânia