Euronews lamenta a morte de Rudolf Herbert: o teatro era a vida dele

O teatro era a sua vida: Morreu Rudolf Herbert
O teatro era a sua vida: Morreu Rudolf Herbert Direitos de autor Andrea Büring
Direitos de autor Andrea Büring
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em alemão

Rudolf Herbert, o diretor artístico do Teatro Estatal Alemão em Timisoara, morreu na Roménia. Euronews lamenta a perda de um antigo colega muito especial.

PUBLICIDADE

A Euronews lamenta a perda de Rudolf Herbert. O estimado e popular colega de longa data, a quem todos chamávamos Rudi, morreu na Roménia, onde era diretor artístico do Teatro Estatal Alemão em Timisoara.

"Um verdadeiro cavalheiro"

Rudi - que impressionava muitos com o seu conhecimento da história e cultura europeias - trabalhou para a Euronews durante 17 anos. Primeiro, foi jornalista na redação em Lyon e, depois, correspondente em língua alemã em Bruxelas. "Um verdadeiro cavalheiro, no sentido mais nobre da palavra, curioso sobre tudo e infinitamente gentil", é como o descreve um antigo colega francês.

"Um homem maravilhoso, discreto e com aquela voz", acrescenta outro.

Um colega português recorda "como decorava dezenas de páginas em francês em palco para representar as personagens das peças do grupo de teatro de Olivier Mocellin nas Pentes de la Croix Rousse. Era divertido. Tinha uma leveza...". Rudi também fez teatro em Lyon enquanto trabalhava como jornalista.

O teatro era a vida dele

"Fiz teatro quando era estudante. Ao mesmo tempo, escrevia regularmente críticas de teatro. Fui ator durante três anos. Quando o teatro entrou em colapso, ofereceram-me um emprego como editor cultural em Bucareste. Coloquei como condição que me fosse permitido escrever sobre teatro".

O facto de ter sido capaz de organizar um festival europeu de teatro como diretor artístico desde 2021, trazer artistas internacionais para o Teatro Estatal Alemão em Timisoara e trabalhar com autores conhecidos foi um golpe de sorte para Rudi.

No ano passado, Rudolf Herbert deu inúmeras entrevistas, uma vez que Timisoara foi a Capital Europeia da Cultura. Juntamente com o Presidente da Câmara da cidade, Dominic Fritz, que é originário da Alemanha, Rudi ficou encantado com o interesse demonstrado pelos meios de comunicação social e pelo público internacional.

"O DSTT é o meu lugar", disse Rudi, que tinha recentemente iniciado "Servidor de Dois Amos", de Carlo Goldoni, sob a direção de Niky Wolcz.

Rudolf Herbert já estava demasiado fraco para assistir à estreia no final de março. Referiu-se ao seu cancro como a "evolução lamacenta" do homem. "Se é para morrer um dia, então de preferência nos bastidores!".

Rudolf Herbert fez 70 anos em outubro passado.

Frodo, o gato de Rudi
Frodo, o gato de RudiLena Roche

O seu gato Frodo, que Rudi deixou de herança a um jovem colega há mais de dez anos, vive agora numa quinta em Mecklenburg-Vorpommern.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Timisoara lembra os 30 anos da Revolução

"The Tortured Poets Department" de Taylor Swift: o nosso veredito

Foto comovente de Gaza vence o World Press Photo