This content is not available in your region

Sete cidades na Europa para onde não tem de voar

Sete cidades na Europa para onde não tem de voar
Direitos de autor  Copyright Victor He / Unsplash
De  Euronews Travel
Tamanho do texto Aa Aa

Se quer conhecer novos destinos, mas não deseja viajar de avião, a solução para as suas férias é simples: viaje de comboio.

Com a crescente consciência da pegada de carbono deixada pelo turismo global, as férias de comboio na Europa estão a tornar-se cada vez mais populares. Uma extensa rede ferroviária significa que o continente é facilmente acessível de comboio, e as vistas ao longo do percurso, tornam as viagens por terra memoráveis.

De norte a sul, escolhemos sete cidades fantásticas na Europa para as quais não é necessário voar.

Destino de montanha: Berna

A capital suíça, com paisagens dignas de postais, está situada nas margens do rio Aare e rodeada pela imponente beleza dos Alpes cobertos de neve. É também o lar de 6 km de galerias comerciais abrigadas, repletas de bares, cafés e lojas de artesanato. Para ter a melhor vista sobre a medieval Altstadt (Cidade Velha), suba os 344 degraus até ao topo da Catedral de Berna, a torre da igreja mais alta do país, a 101 metros.

Os comboios diretos para Berna partem de Paris e Frankfurt em 4,5 horas e meia. De Bruxelas e Londres, a viagem demora 7,5 horas com uma mudança.

Planeie a sua viagem em myswitzerland.com.

Destino gastronómico: Florença

Getty via Canva
FlorençaGetty via Canva

É impossível escolher apenas um destino para se comer bem na Europa, mas a encantadora cidade italiana de Florença é uma escolha destaca-se entre os destinos de dar água na boca. Com uma cozinha que privilegia os produtos locais, sustentáveis e sazonais, os petiscos toscanos, como o pão schiacciata e o bife florentino estão frequentemente nas ementas dos restaurantes. Mas, entre as opções de degustação, há ainda lugar para um tagliatelle feito com trufas e cogumelos porcini de origem local, ou massa pappardelle com javali. O fim só chega com a sobremesa e aí, sem dúvida, é tempo de dar espaço ao melhor gelato de todo o país.

Comboios noturnos chegam a Florença em 10 horas, a partir de Munique. A partir de Genebra, a viagem é inferior a 6,5 horas.

Inspire-se em visitflorence.com.

Destino cultural: Amesterdão

É fácil perceber porque é que a capital dos Países Baixos é considerada um dos polos culturais da Europa. Graças a pintores famosos como Van Gogh e Rembrandt, Amesterdão é uma cidade de arte icónica. As obras dos Mestres holandeses vivem atualmente no Rijksmuseum, já as peças de arte modernas encontram-se no Stedelijk. Mas há muito mais por descobrir, desde esculturas ao ar livre a pequenas galerias independentes.

Pode chegar a Amesterdão em 4 horas, através de um comboio direto de Frankfurt, em em pouco mais de 3,5 horas, partindo de Londres, ou em 3 horas, a partir de Paris.

Planeie a sua visita em iamsterdão.com.

Destino de sol: Sevilha

Mais a sul, Sevilha é um destino vibrante que recompensa de forma generosa quem a visita. A cidade espanhola vive mergulhada em história, com destaques arquitetónicos que vão desde a maior catedral gótica do mundo até ao requintado palácio Real Alcázar. Pode contar com um cenário soalheiro de caminhos sinuosos, tapas celestiais e dança flamenca, que dificilmente irá esquecer.

De comboio, Sevilha fica a 2,5 horas de Madrid. Uma viagem de Paris leva de 12 horas e, de Lisboa, 13 horas.

Organize a sua viagem sem voo em spain.info.

Destino arquitetónico intrigante: Colónia

Getty via Canva
ColóniaGetty via Canva

Nesta cidade alemã é fascinante a mistura de antigas muralhas romanas e igrejas medievais. Os icónicos pináculos gémeos da catedral de Kölner Dom fazem parte da linha do horizonte e a vista sobre a cidade que se expande para lá da Torre Sul vale bem a subida de 533 degraus. A estrutura alberga também um dos maiores sinos do mundo, que pesa 24 toneladas.

Pode viajar de Londres para Colónia em 4,5 horas, mudando de comboio em Bruxelas. A partir de Paris, a viagem direta é de 3 horas.

Saiba mais em cologne-tourism.com.

Destino de vinhas exuberantes: Bordéus

Chamam-na "a capital francesa do vinho" e Bordéus exibe orgulhosamente a fama através de bonitas vinhas a perder de vista. Algumas das centenas de propriedades aristocráticas estão abertas a visitas para aprender mais sobre o processo de vinificação e prova do produto final. Se quiser ficar a conhecer ainda mais, o museu ultramoderno Cite du Vin é um local ideal a visitar, com exposições imersivas sobre o vinho e o seu património.

Bordéus está a duas horas de comboio de Paris. Pode chegar de Londres ou Amesterdão em cerca de 5,5 horas, com uma mudança, ou em 4,5 horas, a partir de Bruxelas.

Planeie a sua viagem em bordeaux-turismo.co.uk.

Destino de grandeza imperial: Viena

A capital da Áustria é conhecida como a "Cidade da Música", graças a um legado deixado por nomes como Mozart, Beethoven, Brahms e Strauss. Visite a mundialmente famosa Musikverein, onde a Orquestra Filarmónica de Viena toca, ou explore as exposições interativas no inovador museu Haus der Musik. Em alternativa, descubra o património imperial deixado pelos Habsburgs no Palácio de Hofburg, que data do século XIII e é um dos maiores complexos palacianos do mundo.

Pode chegar a Viena a partir de Paris em 10 horas, com uma mudança, ou de Bruxelas em 11 horas. Uma viagem direta a partir de Frankfurt demora 6,5 horas.

Prepare a sua visita em wien.info/en.

Informação covid-19

Tenha em conta que atualmente existem restrições de viagem devido à covid-19. Dependendo do país que visitar, os restaurantes, bares e museus podem estar fechados. Verifique sempre os conselhos do governo de cada país antes de fazer quaisquer reservas.