EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Poderão as greves no controlo do tráfego aéreo afetar os voos na Europa este verão?

Aviões estacionados na pista do aeroporto Charles de Gaulle, em Roissy, perto de Paris.
Aviões estacionados na pista do aeroporto Charles de Gaulle, em Roissy, perto de Paris. Direitos de autor AP Photo/Christophe Ena
Direitos de autor AP Photo/Christophe Ena
De  Euronews Travel
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Artigo publicado originalmente em inglês

Os centros de controlo de tráfego aéreo da Europa esperam ter de gerir até 33 mil voos por dia durante as próximas oito semanas.

PUBLICIDADE

Os voos de verão poderão sofrer perturbações porque o pessoal de um dos centros europeus de controlo do tráfego aéreo (ATC) ameaça fazer greve.

Um dos sindicatos do Eurocontrol, o Union Syndicale Bruxelles (USB), "anunciou um período de seis meses durante o qual poderão ter lugar ações coletivas."

Não foram confirmadas datas específicas mas, de acordo com alguns relatórios, as greves poderiam começar com um pré-aviso de apenas cinco dias durante a movimentada época de verão.

O Eurocontrol e outros peritos do setor afirmaram esperar um mínimo de perturbações, mas os problemas com o ATC estão agora a tornar-se a maior fonte de preocupação para os viajantes neste verão.

Onde poderão ocorrer greves?

O Eurocontrol coordena o ATC em toda a Europa. Ajuda os aviões a deslocar-se facilmente do espaço aéreo de um país para outro.

O pessoal que ameaça entrar em greve está instalado no Centro de Operações de Gestão da Rede (NMOC) da organização, que gere mais de 10 milhões de voos por ano.

AP Photo/Peter Dejong, File
Viajantes esperam na fila do lado de fora do edifício do terminal para fazer o check-in e embarcar em voos no Aeroporto Schiphol de Amsterdão.AP Photo/Peter Dejong, File

Desempenha um papel fundamental na gestão, racionalização e melhoria das operações de tráfego aéreo em todo o continente, verificando diariamente 96 mil mensagens de companhias aéreas e de pilotos.

Antes da pandemia, o NMOC geria mais de 37 mil voos por dia. Este verão, esse número deverá regressar a cerca de 33 mil, uma vez que a procura de voos começa a aproximar-se do que era antes da pandemia de COVID-19.

Uma greve do ATC causaria atrasos e cancelamentos?

O Eurocontrol afirma que, uma vez que não foi recebido qualquer aviso de ação industrial específica, é "prematuro especular sobre qualquer impacto potencial."

O principal organismo do setor, a Airlines for Europe (A4E), também afirma que, como as datas ainda não foram anunciadas, o "possível impacto continua por determinar."

"A A4E entende que os serviços de controlo do tráfego aéreo (ATC) do Eurocontrol não serão afetados", afirmou um porta-voz.

"Por conseguinte, o seu impacto nos passageiros poderá ser limitado, ao contrário da vaga de greves nacionais que afetou as viagens aéreas na Europa desde o início do ano, arruinando as viagens de milhões de passageiros."

No entanto, ainda existem preocupações, depois de o Eurocontrol ter avisado que este verão será "um desafio" para o setor da aviação na Europa. De acordo com o Eurocontrol, a pressão exercida sobre o espaço aéreo devido à guerra na Ucrânia, combinada com o aumento do número de voos, poderá conduzir a céus sobrelotados.

Outras greves do ATC já estão a aumentar a pressão. No mês passado, a Ryanair cancelou mais de 900 voos em toda a Europa, ou seja, 1% do seu número total de voos. A companhia aérea culpou os 60 dias de greve dos controladores aéreos em França, até à data deste ano, pela perturbação.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Inundações no aeroporto de Frankfurt: Passageiros devem chegar duas horas e meia mais cedo.

Mortes e ferimentos graves provocados por turbulência são raros, mas as alterações climáticas estão a agravá-los

Um morto e vários feridos devido à turbulência num voo de Londres para Singapura