Última hora
A batalha mais sangrenta da I Guerra recordada 100 anos depois

A Turquia acolhe as cerimónias do centenário da batalha de Galípoli, durante a primeira guerra mundial. Um século após o desembarque das tropas britânicas, australianas, neozelandesas e franceses, os responsáveis dos respetivos países participaram numa cerimónia militar, de madrugada, em memória das 130 mil vítimas da campanha mais sangrenta do primeiro grande conflito mundial.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.