A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Suspeitos por naufrágio que matou 800 migrantes ilegais conhecem veredito em Itália

Suspeitos por naufrágio que matou 800 migrantes ilegais conhecem veredito em Itália
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Está prevista para esta terça-feira, em Catânia, sul de Itália, a leitura do veredicto num processo contra dois suspeitos de serem facilitadores de migração clandestina do norte de África para a Europa através do Mediterrâneo.

Um tunisino, Mohammed Ali Malek, e um sírio, Mahmud Bikhit, são apontados como os dois responsáveis pelo naufrágio em abril do ano passado de um barco em pleno Mediterrâneo, em que terão morrido cerca de 800 migrantes ilegais.

A acusação pede 18 anos de prisão para o suposto líder da dupla, o tunisino, e seis para o assistente sírio. A pena pretende criar o precedente de que quem ajuda à migração ilegal incorre em acusações de homicídio.