A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.
Última hora

Justiça italiana ordena desembarque e apreensão do Open Arms

Justiça italiana ordena desembarque e apreensão do Open Arms
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

A Justiça italiana ordenou a apreensão do Open Arms e o desembarque de todos os passageiros a bordo, uma decisão que surgiu pouco depois do governo espanhol ter enviado um navio militar para transportar as nove dezenas de migrantes até Palma de Maiorca.

Na origem desta medida está uma visita do procurador de Agrigento, que tem jurisdição sobre Lampedusa, ao navio humanitário para avaliar o estado dos tripulantes. Os cerca de noventa migrantes a bordo descrevem a situação como desesperada e vários deles atiraram-se mesmo à água esta terça-feira para tentar atingir terra firme a nado.

A visita deveu-se a um inquérito em curso por sequestro para determinar por que motivo não tinham já desembarcado apesar de autorizados por um tribunal italiano. Uma autorização que chocou com a recusa de Matteo Salvini em permitir acesso aos portos do país. O ministro do Interior italiano nunca cedeu apesar de seis países europeus, entre os quais Portugal, já se terem comprometido a acolher os migrantes a bordo.