Última hora
This content is not available in your region

Vacina contra Covid-19 começa a ser testada em humanos

euronews_icons_loading
Vacina contra Covid-19 começa a ser testada em humanos
Direitos de autor  RONALDO SCHEMIDT/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez, uma vacina contra o novo coronavírus vai ser testada em humanos. O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock: "Disponibilizo 20 milhões de euros à equipa de Oxford para financiar os testes clínicos. Como resultado, posso anunciar que a vacina do projeto de Oxford vai ser testada em pessoas já a partir desta quinta-feira", disse o ministro.

A decisão de começar a testar uma vacina em humanos não é tomada, normalmente, antes de vários anos.

Mas, desta vez, não há tempo a perder: "Nesta fase, não é uma questão de esperança. Temos de perceber se estas vacinas funcionam ou não e há duas questões importantes nestes testes. A primeira tem a ver com segurança e a outra sobre que tipo de reações pode provocar a vacina", disse Andrew Pollard, do Centro de Vacinas de Oxford.

Sem haver uma vacina, testar a população e dizer às pessoas que fiquem em casa são as melhores armas contra o vírus.

O uso da máscara está cada vez mais generalizado. Vários países e regiões estão a torná-la obrigatória nos transportes públicos. Berlim juntou-se a vários outros Estados alemães na medida. À falta de máscaras homologadas, usam-se as feitas em casa.

Vários países europeus começam a aligeirar as medidas de confinamento. Itália, que começa a ter quebras no número de infeções, deve apresentar um plano para sair do confinamento.

Mas esta saída progressiva da quarentena não impede o cancelamento de eventos: Em Pamplona, Espanha, o evento mais emblemático da cidade, a festa de San Fermín, com as conhecidas largadas de touros, foi cancelado e só em 2021 os corajosos vão voltar a correr à frente do touro, em imagens que correm mundo todos os anos.