EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Primeiro-ministro dos Países Baixos resiste a moção de censura

Primeiro-ministro dos Países Baixos resiste a moção de censura
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro dos Países Baixos acusado de mentir durante negociações para formar coligação.

PUBLICIDADE

"Continuo a ser primeiro-ministro. Vou trabalhar duro para recuperar a confiança". Foram as palavras do primeiro-ministro dos Países Baixos, Mark Rutte que superou, por poucom uma moção de censura no Parlamento.

A oposição acusa-o de mentir durante as negociações para formar uma coligação governamental.

O Primeiro-Ministro contou com o apoio dos dois principais partidos presentes na sua anterior coligação, o D66 (centro-esquerda) e o CDA (centro-direita), enquanto todos os partidos da oposição votaram contra ele.

Mark Rutte conquistou a maioria dos assentos nas eleições legislativas do mês passado devido à forma como geriu a pandemia. No entanto é acusado de manter conversas secretas durante as negociações para formar a aliança. No poder desde 2010, o primeiro-ministro dos Países Baixos escapa a mais um escândalo e à manobra da extrema direita do país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Novo governo dos Países Baixos promete política de asilo "mais rigorosa de sempre"

Países Baixos assinam tratado de segurança com Kiev

O que está por trás da viragem dos Países Baixos para a extrema-direita?