This content is not available in your region

Últimas horas do êxodo britânico

Access to the comments Comentários
De  Teresa Bizarro  com Agências
euronews_icons_loading
Aeroporto de Faro
Aeroporto de Faro   -   Direitos de autor  LUIS FORRA/EPA/LUSA

Entre a impaciência e a resignação, milhares de britânicos esgotam as últimas horas do corredor verde entre Portugal e o Reino Unido. No aeroporto de Faro, destino de grande parte dos turistas britânicos, não escondem a supresa e a indignação com a mudança de política do governo de Londres.

A partir desta terça-feira, quem viajar de Portugal tem de cumprir 10 dias de isolamento à chegada a território britânico.

Um dos turistas britânicos que viu as férias de um mês reduzidas diz que a alteração das "regras e regulamentos no Reino Unido é uma piada absoluta" e repete o que muitos outros britânicos dizem: "não há necessidade de Portugal estar na lista amarela".

As novas regras dividiram em três grupos a familía de uma outra turista. Ela e o marido são os últimos a regressar e fala das "horas terríveis de espera no aeroporto" e de todo o stress para fazer os testes à última hora.

A decisão britânica de excluir Portugal da lista verde de viagens foi tomada na quinta-feira. De imediato levantou uma onda de críticas. Agentes turísticos, visitantes britânicos e até emigrantes portugueses no Reino Unido viram de repente os planos para o verão comprometidos.