Última hora
This content is not available in your region

Afeganistão continua paralisado

Access to the comments Comentários
De  Anelise Borges
euronews_icons_loading
Afeganistão continua paralisado
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Os talibãs interromperam este sábado uma marcha de mulheres em Cabul pela igualdade de direitos e pela participação no novo governo.

As manifestantes depositaram uma coroa de flores fora do Ministério da Defesa do Afeganistão para homenagear os militares que morreram a combater o grupo jihadista. Esta foi a segunda manifestação de mulheres em dois dias consecutivos na capital afegã. Este sábado, o protesto terminou abruptamente com os tiros dos talibãs disparados para o ar.

O país continua paralisado. Muitos instintos públicos ainda estão fechados e as filas multiplicam-se à frente dos bancos.

Um cenário diferente pode ser visto agora no aeroporto de Cabul. Dois aviões descolaram neste sábado, num claro sinal de que o lugar é uma verdadeira prioridade para os talibãs. Tornou-se numa espécie de símbolo do que o novo governo pode fazer, e isto será crucial para que o grupo obtenha o reconhecimento e o dinheiro para governar.

A ajuda externa garantiu 90% de todos os salários dos trabalhadores do setor público e 30% do orçamento do país. E o dinheiro está a tornar-se um verdadeiro problema porque os talibãs não podem aceder às reservas do Banco Central do Afeganistão. Cerca de 9 mil milhões de dólares estão atualmente na posse da Reserva Federal de Nova Iorque. Tudo indica que o dinheiro pode ficar disponível neste domingo, durante a visita do Secretário de Estado norte-americano a Doha, no Qatar. Antony Blinken deve manter conversações com os talibãs.