EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Suíça e Noruega seguem para os "oitavos". Anfitriã eliminada

É a primeira vez na história do Mundial Feminino que uma seleção anfitriã não passa da fase de grupos
É a primeira vez na história do Mundial Feminino que uma seleção anfitriã não passa da fase de grupos Direitos de autor Andrew Cornaga/AP
Direitos de autor Andrew Cornaga/AP
De  Euronews com Agências
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

As contas do Grupo A estão fechadas. A Nova Zelândia, uma das anfitriãs do campeonato foi eliminada, tal como as Filipinas. As equipas do grupo H chegam à última ronda de calculadora na mão

PUBLICIDADE

A Nova Zelândia rematou mais do que a Suíça e chegou até a colocar a guarda-redes Victoria Esson em posição de ataque, mas não conseguiu converter o esforço em golos. O jogo deste domingo no Campeonato do Mundo de Futebol Feminino terminou empatado (0-0) e a seleção neozelandesa torna-se na primeira equipa de um país anfitrião a ser eliminada na fase de grupos na história do torneio.

As Football Ferns são co-anfitriãs com a Austrália, que precisa vencer esta segunda-feira  o Canadá para evitar também a eliminação precoce.

O fator casa desta vez não chegou apesar de todos os 25.947 lugares do Estádio Forsyth Barr estarem preenchidos - o único dos seis jogos do Mundial em Dunedin a esgotar. 

A Suíça avança para os oitavos-de-final.  É a segunda vez que a seleção helvética chega à fase das eliminatórias. Em 2015, perdeu nos oitavos frente ao Canadá.

Noruega segue em frente depois de derrotar as Filipinas por 6-0

Já passava dos 90 minutos quando Sophie Roman Haug fez o sexto golo da Noruega -hat trick da avançada que selou o resultado final frente às Filipinas.

Rafaela Pontes/AP
A norueguesa Sophie Roman Haug, à direita, celebra o primeiro golo do jogo com Emilie HaaviRafaela Pontes/AP

A goleada foi decisiva para a seleção norueguesa, que ainda não tinha marcado golos na competição. A Noruega e a Nova Zelândia ficaram empatadas em pontos no Grupo A e foi o diferencial de golos a ditar quem segue em frente.

A estreia das Filipinas no torneio chegou ao fim. Na bagagem levam uma vitória histórica por 1 a 0 sobre a anfitriã Nova Zelândia.

Rafaela Pontes/AP
Hali Long, das Filipinas, emocionada no adeus ao Campeonato do Mundo FemininoRafaela Pontes/AP

Noruega e Suíça vão defrontar a Espanha ou o Japão, do Grupo C - resultado a conhecer esta segunda-feira.

Marrocos surpreende e mantém acesa a esperança de passar aos oitavos

A seleção marroquina fez história de várias formas durante a vitória por 1-0 sobre a Coreia do Sul no Campeonato do Mundo Feminino, este domingo.

A defesa Nouhaila Benzina tornou-se a primeira jogadora a usar um Hijab num jogo do Campeonato do Mundo a nível sénior, e a colega de equipa Ibtissam Jraïdi marcou o primeiro golo das Leoas do Atlas no Campeonato do Mundo. As marroquinas marcaram aos 6 minutos e conseguiram manter o resultado durante o resto do jogo.

James Elsby/AP
A defesa marroquina Nouhaila BenzinaJames Elsby/AP

Marrocos torna-se a primeira nação árabe a vencer um jogo num Campeonato do Mundo Feminino e continua na luta para passar aos oitavos de final.

James Elsby/AP
Ibtissam Jraidi, à esquerda, marcou o primeiro golo de MarrrocosJames Elsby/AP

A Coreia do Sul teve a maior parte da posse de bola, mas não conseguiu traduzir a vantagem em muitas oportunidades de golo e está praticamente eliminada do torneio após a segunda derrota na competição.

Depois de ter perdido o jogo de abertura por 6-0 para a Alemanha, a vitória de Marrocos  coloca a equipa empatada em pontos com a Alemanha. 

Colômbia trava ambições da bicampeã

A Colômbia foi a grande surpresa do dia ao vencer, no último minuto, a Alemanha, bicampeã mundial que por ter tido um ataque muito irregular e perdeu a hipótese de se classificar para os oitavos-de-final a um jogo do fim da fase de grupos. 

Sophie Ralph/AP
Daniela Montoya, da Colômbia, segura a alemã Sara Doorsoun, à esquerda, numa imagem do que representou o encontroSophie Ralph/AP

Depois de uma primeira parte equilibrada, em que a Colômbia resistiu ao domínio da Alemanha e jogou no mano a mano, o golo de Linda Caicedo (52 minutos)  surpreendeu uma Alemanha inofensiva.

As alemãs conseguiram empatar o jogo com a conversão de um pênalti aos 89 minutos por Alexandra Popp, mas a Colômbia não se deu por vencida: Vanegas marcou ao minuto 97 e colocou a seleção colombiana na liderança do Grupo H.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jamaica faz tremer permanência do Brasil no Mundial

Jenni Hermoso confirma perante o juiz que foi beijada sem consentimento por Rubiales

Já é 2024 do outro lado do mundo: os festejos na Nova Zelândia, Austrália e China